sábado, 12 de março de 2016

Liga das Américas de Basquete 2016: Flamengo 81 x 83 Bauru

O Flamengo sofreu uma virada absurda no quarto final, foi derrotado por 83 x 81 e, pelo segundo ano seguido, está fora da decisão da Liga das Américas.

Nas três partidas da fase semifinal o Rubro Negro sempre fez suas melhores atuações no último quarto: 38 x 23 (Brasília), 31 x 22 (Correcaminos) e 27 x 12 (Guaros), mostrando pelo menos poder de reação, após três períodos irregulares.

Desta vez o panorama era outro. O Flamengo fazia uma boa partida. Começou mal (17 x 07), mas se recuperou e empatou em 24 x 24 no primeiro período.

No segundo período conseguiu se impôr e abriu seis pontos de frente com ótima atuação de Rafael Luz nos minutos finais: 45 x 39.

E a equipe cresceu ainda mais no terceiro período. Com duas bolas de três de Robinson chegou a abrir 16 pontos: 61 x 45, terminando em 66 x 55.

Porém o quarto final foi inacreditável: o time vencia por 74 x 57, são 17 pontos de frente, faltando sete minutos. Eis que o Flamengo conseguiu a proeza de só anotar sete pontos em sete minutos, e levar 26!

Ramon e Robinson perderam quatro lances livres seguidos nos momentos decisivos. Foram absurdos 11 lances livres errados: 13/24.

Faltou culhões para o time vencer o Bauru, que terminou o jogo sem Alex e Fischer.

Pela segunda vez seguida o Flamengo está fora da final da Liga das Américas por aproveitamentos amadores nos lances livres.

Ano passado, na derrota para os mexicanos, o aproveitamento de lances livres também foi horroroso: 19/28.

Foi uma derrota já desenhada pelas partidas irregulares da equipe. Olivinha voltou a jogar bem, Meyinsse e Luz fizeram bom jogo, mas um dos culpados pela derrota é o Marquinhos, que há alguns jogos tem tido péssimo aproveitamento e não conseguiu passar por cima da marcação de Leo Meindl, quando Alex saiu com cinco faltas.

José Neto merece todo respeito por tudo que conquistou, mas também não vem tendo escolhas felizes e muito menos está sabendo rodar os dez jogadores adultos.

Se no ano passado a derrota na prorrogação foi dolorida, a deste ano é revoltante, absurda e odiosa.

(Os comentários do blog serão moderados. Quem quiser vomitar suas ofensas, pode fazer um blog e escrever lá)

11 comentários:

Anônimo disse...

Foi triste sim... Não tivemos pulso, brio, garra, estávamos apáticos. Aliás, temos sido apáticos, apesar do bom elenco. Acho que Marcelinho e Ramon foram bem mal na defesa no quarto final, o Neto demorou a ver isso, demorou também a voltar com Rafa Luz e Olivinha. Marcelinho e Marquinhos mal durante todo o jogo... Foi duro. Pior é que Bauru estava muito desfalcado e estava jogando muito mal. Cenário perfeito pro Guaros, ainda por cima com a contusão do Fischer. Resta ao Flamengo manter a calma, sacudir esse time, e disputar o resto do NBB pra ganhar.Pelo investimento feito, nosso objetivo é sempre ganhar LDA e NBB. Agora só nos resta NBB.
Paulo Jr.

Barreto disse...

Realmente uma derrota como essa já estava sendo desenhada há algum tempo. Vamos lembrar que o Fla quase perdeu para o fraquíssimo time panamenho e chegou a perder por de 20 pontos para o Guaros, time este que mostrou no jogo de fundo que é apenas razoável e se não fosse os erros de arbitragem contra o Mogi, talvez tivesse sido eliminado. O fato é que a performance do Flamengo nesta liga foi sofrível e o único jogador regular foi o JP. Houve também, na minha opinião, alguns equívocos cometidos pelo José Neto na rotação. O principal deles é deixar o Ramon na posição 1 durante muito tempo. Ramom é razoável na posição2 mas como armador deixa o time instável. No final do jogo era fácil notar a sua insegurança. O que mais me intriga, entretanto, foi o péssimo deseempenho do Marquinhos se compararmos com o que ele pode render. Não sei o que está acontecendo mas, até agora, é a pior temporada dele no Flamengo. Outro dia li uma entrevista concedida pelo Marquinhos dizendo que ele vem fazendo uma preparação física em paralelo com as atividades do time e que, inclusive, isto foi autorizado pelo Flamengo. Não sei sísto pode de alguma forma explicar o que vem ocorrendo com o seu rendimento. Quanto ao jogo de hoje, não tenho muito o que falar, já que desempenhos inexplicáveis já tem ocorrido com certa frequência.

Álvaro disse...

Fiquei com a impressão do Marquinhos estar se poupando pro jogo das estrelas... e o robinson? Na boa, acho que se for pra trazer um americano tem que ser um fora de série. Na real, passaram pra final os dois times com mais vontade de ganhar.

Bcb disse...


Barreto e sua predileção pelo JP...não gostei da contratação e continuo não gostando.Jogador soft, irregular.Tem ótimos momentos, especialmente no post com seu bom jogo de pernas, mas não é um cara confiável e decisivo.Jogador complementar.

As derrotas do basquete do Flamengo, ainda que me incomodem demais (e a de ontem foi bizarra), me permitem uma visão muito mais objetiva que no futebol.

O Flamengo faz um bom trabalho no basquete.A derrota de ontem, a fase oscilante do time, nada disso pode apagar o bom trabalho.

Ganhamos muita coisa nos últimos anos.De 2008 pra cá foram o que, 5 ou 6 brasileiros, uma liga sul americana, uma LDA, um mundial.

Time sempre entre os melhores.O saldo é ótimo.

Isto posto, o time dessa temporada é inequivocamente pior que o dos anos anteriores.O elenco é maior, mas menos qualificado.

Nico era um jogador top 3 ou 5 do Brasil.Benite de 2015 foi top também.

Mineiro, JP, Ramon e Luz são bons jogadores.Luz, por sinal, está se saindo bem melhor do que imaginava, em especial na defesa.

Mas são complementares.Como o são Olivinha, Marcelinho com 40 anos e todos os outros menos o Marquinhos que faz temporada ruim.

O Flamengo de 2016 é um time de coadjuvantes.E o número elevado de atletas tornou o trabalho do treinador mais complicado, não está fácil achar o papel de cada um deles.Meyinsse tem sofrido com isso, por exemplo.

Enfim, foi-se a LDA.Achava que pelo caráter decisivo dos jogos, era bem mais provável que o Fla perdesse a LDA e, por outro lado, mais provável que vencêssemos o NBB.

Ah, estou convencido que se o Fla ganhasse do Bauru, iria perder para os venezuelanos na final.Esse time não tem aquele algo mais dos campeões.Difícil explicar objetivamente o que é isso, é só olhar os jogos e sentir.

Um time campeão não passa o que passamos na fase passada da LDA, não perde 17 pontos em 7 minutos no momento decisivo.Um time campeão, acha uma saída.

Fla tem um bom time.Bom elenco, sólido.Mas ordinário.Comum.

Anônimo disse...

BCB,

Excelente colocação. Concordo com você. Apesar da derrota vexaminosa, não podemos esquecer pra trás (sei que o blog não esquece, nem quis dizer isso no texto), pois a torcida está fervorosa.

Como bem salientou, o Fla não merecia ser campeão, sempre queremos o melhor para o time, mas não dá para ser campeão sendo tão irregular na fase classificatória.

Como não dá para ganhar sempre, acho que a nbb desse ano também está comprometida. Nao pelo resultado de ontem, mas pela oscilação.

SRN

Orlani júnior.

ps.: pior do que ver é acompanhar o jogo pelo twitter (estava no trânsito legal de SP)

Barreto disse...

Acho bastante improvável o Flamengo deixar de ganhar este NBB que será em melhor de 5 e com 3 jogos em casa se forem necessários. O Flamengo, com todos os seus defeitos atuais, ainda é bem superior aos melhores rivais. Na virada da temporada perdemos 4 jogadores, 2 deles vitais, e a reposição ficou bem difícil, mas acho que Marcelo Vido e Póvoa devem ter aprendido muito com isso. A formação do elenco para a próxima temporada será mais fácil porque já não teremos o trauma da perda de jogadores imprescindívbeis ( atualmente temos pouqísiimos jogadores imprescindíveis). Gosto do Neto mas acho que ele não sabe lidar com muitos jogadores na rotação e está meu perdido.

André, por que você agora passou a moderar os comentários?

João Paulo disse...

Parabéns pelas ótimas postagens do blog. Acho que o time jogou muito bem ontem. Não deu, tem sempre que ganhar um. Parabéns principalmente pelo excelente trabalho da diretoria.

Ricardo disse...

Jose Neto você é 100% responsável por essa derrota.

Você colocou no último quarto por longo tempo os jogadores com pior desempenho na noite: JP Batista, Marcelinho e Ramon.

O Bauru, que já estava entregue, começou a ver que no ataque nada fazíamos e foi tirando a diferença.

Você nos traiu. Você fugiu da decisão. Não temos mais confiança em você. Tchau.

Anônimo disse...

Chegando na metade da temporada, já podemos traçar algumas conclusões.
1) Concordo com BCB, o trabalho ao longo dos anos tem sido muito bem feito. O investimento sempre tem sido grande, mas em compensação temos disputado tudo. Conseguimos nos estabelecer como uma potência continental, vários grandes jogadores cogitam se juntar ao Flamengo, como foi o caso do Herrmann, campeão olímpico e vindo de ser MVP do campeonato argentino, o Nico, então uma promessa, etc.Trouxemos JP, um pivo disputado por vários clubes, conversamos com Augusto Lima, Quinteros, e etc. Hoje os jogadores querem vir pro Flamengo, isso é um fato.

2) Concordo com o Barreto ( e discordo do BCB), JP é um bom jogador. Ele não é o cara mais atlético, mais rápido e mais móvel, mas é muito efetivo no garrafão. Joga o feijão com arroz, não aparece, mas parece ser um cara de grupo, sem estrelismos, e pro nível nacional, é top, sem dúvida alguma. Ter ele e Meyinsse revezando é um luxo.

3) Concordo novamente com o BCB quando ele diz que falta algo. Acho que o problema não é falta de estrelas, pois além de termos jogadores que seriam protagonistas em quase qualquer outra equipe, o melhor tipo de time vencedor é aquele que joga um basquete coletivo. Esse time tem sido extremamente coletivo, pouco egoísta, o que é fantástico. Acho que o que falta mesmo é aquele "sangue nos olhos", aquele espírito de decisão, algo difícil de definir. Alguns grandes jogadores não possuem, e outros medianos sempre crescem em decisão. Nos dois últimos anos tínhamos o Nico que crescia muito em decisão, era do tipo que chamava o jogo pra si nos momentos decisivos. Benite também, lembram da final do NBB quando ele veio do banco, depois de um ano parado, e contribuiu com 8 pontos e desafogando o time? Ou da marcação em cima do Pargo na final do mundial?
Acho que é hora do time conversar, se unir. A resposta que eles derem pode ajudar a construir essa liderança no time.

3) Ainda é muito cedo para pensar na pós temporada, temos que focar no NBB e em dar tranquilidade aos jogadores. Mas num exercício de futurologia, ou de planejamento antecipado, Vido e Póvoa poderiam começar a pensar em algumas respostas para os nossos jogadores de perímetro. Rafa Luz na armação e Marquinhos na ala são incontestáveis. De resto, hoje temos Gegê (na 1), Ronald Ramon (1 e 2), Marcelinho (2 e 3) e Robinson (2 e 3). Marcelinho com 40/41, se continuar, terá que ser com tempo cada vez mais reduzido. Resta decidir como iremos compor essas posições no futuro, usando ao menos 1 jogador nacional e duas vagas para estrangeiro. Podemos inclusive até manter todos, pois são bons jogadores, uns mais outros menos. Mas acho que a dupla Vido/Povoa pode pensar antecipadamente em algumas perguntas: Quais os jogadores brasileiros disponíveis nessas posições? (Deryk, do Brasília? Coelho do Minas? Temos chance em repatriar Benite? Quem sabe Humberto finalmente possa vir?) Podemos agregar alguém que ofereça alguma característica interessante ao time? Quais ou qual o estrangeiro que teremos condição de contratar sem onerar demais a folha?
Sei que não é o momento de discutirmos o próximo time, temos um NBB ainda pra ganhar, mas é bom antecipar algumas questões para o planejamento.


Paulo Junior

josecarlosf84 disse...

Vejo a derrota de ontem como o fim do ciclo do Neto no Flamengo. É um excelente técnico mas hoje é notório que ele perdeu o comando da equipe e não sabe mais lidar com o elenco. Ao meu ver o primeiro passo para um planejamento deve ser a escolha de um novo técnico: admiro muito o trabalho do Che Garcia (o cara renovou o basquete venezuelano, começou um trabalho quase do zero) e dependendo dos valores, acho que seria uma boa pedida. Caso seja muito caro (imagino que seja), um nome que eu acho interessante é o Gustavo de Conti (podem me criticar rsrsrs). Embora seja polêmico, é um cara com um bom conhecimento de basquete e motivador, que é uma característica que falta a nossa comissão técnica hoje.

Quanto a jogadores, no papel o time é excelente, mas não deu liga. O que soube do Marquinhos é que ele pegou zika virus e desde então não foi mais o mesmo, talvez esse seja o motivo do trabalho fisico individualizado.

Analisando o Flamengo, hoje o time entrou numa ''zona de conforto'' (diria que de acomodação até): em uma competição longa como o NBB, o time tem tempo de oscilar e se recuperar no decorrer da competição,nos últimos 2 NBBs aconteceu isso. Já em uma competição de tiro curto como a LDA, tentar entrosar o time durante a competição é arriscado, qualquer oscilação pode significar a eliminação e foi isso q ocorreu nas duas últimas edições.

Na minha humilde opinião, o Flamengo tem que montar uma base que tenha contrato por ao menos 2 anos, justamente para não ter que entrosar a equipe durante as competições. Também acho que a fórmula de se trazer medalhões já se encontra saturada. Ao meu ver deve haver um equilibrio entre experiência e juventude. Trazer jovens promissores que queiram crescer no basquete (já que nossa base não revela ninguem, aliás isso merece um comentário a parte) e renovar a equipe, buscar novamente a motivação de ganhar tudo.

Não sei como ficará a questão de patrocinios pro ano que vem, afinal boa parte do patrocinio é incentivado e o governo estadual está falido e com certeza não vai abrir mão dessa grana tão fácil. Por isso ganhar o NBB agora passa a ser questão de sobrevivência para a equipe.

Mas em uma situação hipotética de o time ter grana pra investir, se eu fosse montar o time, investiria em jovens (Deryk,Gerson,Humberto e Lucas Dias), tentaria repatriar o Benite (que depois de um bom começo vem jogando pouco na Espanha, investiria no Holloway (joga muito, só não tem mais ''nome'' porque joga em times sem midia... se vier pra cá vira idolo) e investiria em um cara pra ser ídolo e trazer patrocinadores, talvez um Leandrinho ou Huertas.

Agora só nos resta apoiar até o final, como diz o canto e empurrar o time pra faturar mais um NBB.

Barreto disse...

Vi o jogo contra o Mogi. Todos foram muito mal. O Flamengo equilibrou o jogo no final muito mais pelos erros do Mogi do que pelas suas virtudes. Neto foi muito mal também na condução da rotação com Rafa Luz muito tempo no banco ( pode ser até que tenha algum problema físico) e Ramon continua com tempo excessivo na posição 1. Por outro ladfo constaei que faltou pernas ao Flamengo e provavelmente deve ser pela maratona. Fez 2 viagens de ida e volta à Venezuela ( 96 horas) em menos de 15 dias. Os outros times brasileiros jogaram a fase anterio no Brazil e muito antes dessa atual. Além disso enquanto o time venezuelano jogou sempre em casa e o Mogi e Bauru fizeram a fase anterior em casa, o Flamengo teve que ao Panamà , outra viagem longa. Talvez isto tenha pesado um pouco.