quinta-feira, 20 de junho de 2013

Flamengo próximo de anunciar dois estrangeiros para o basquete

Ainda sem anúncio oficial, mas o Flamengo terá dois estrangeiros para a próxima temporada. Trata-se do pivô Jerome Meyinsse campeão argentino e da Liga Sul-Americana com o Regatas Corrientes e do armador argentino Nicolas Laprovittola, vice-campeão argentino pelo Lanus.

Com isso Kojo se despede da Gávea e o garrafão já tem um novo dono após a saída de Caio Torres, que terá ainda Cristiano Felício por dois anos, uma das maiores promessas do basquete brasileiro e que vai participar bem do rodízio, ao contrário do Feliz que pouco entrava.

O amigo e um sabedor do basquete argentino, @ilovethis_game gentilmente enviou uma análise sobre os dois novos reforços para o blog. Confira:



Laprovittola: 1.87cm, 23 anos. Teve média de 10.4 pontos, 2.4 rebotes e 3.7 assistências na última temporada.

Boa altura para a posição. Não se destaca muito do ponto de vista atlético. Apesar da idade é um dos mais talentosos da Liga Argentina. 

Pontuador eficaz, boa infiltração, bom finalizador e dribla bem. Tem aproveitamento de 38% na bola de três pontos. Também mata tiros de média distância. Tem boa agressividade, bom controle de bola e criatividade. Aproveitamento de 80% no lance livre. 

Como um armador, tem mostrado sinais claros de potencial e ainda tem espaço para melhorar ainda mais. Aproveita seu controle de bola, somado à inteligência e visão muito boa para encontrar o companheiro disponível. Particularmente eficiente na execução do pick and roll. 

Pode reduzir suas perdas, apesar de serem parte de seu estilo de jogo arriscado. Joga com confiança e sabedoria de um jogador veterano. Pontua bem com contra-ataques. Vai ter problemas para ficar na frente de um adversário rápido e mais explosivo, que pode superá-lo no drible. Bom ladrão de bola, destaca-se como reboteiro, precisando controlar suas faltas.





Meyinsse: 2.06, 25 anos, teve uma média de 12.9 pontos e 5,3 rebotes na última temporada.

Muito bom tamanho para ala-pivô e razoável para pivô. Trabalhou extraordinariamente para fortalecer seu corpo. Atleta extremamente fluido. Certamente o anotador mais dominante até agora nesta temporada da Liga Argentina. 

Seu repertório ofensivo está melhorando exponencialmente com o tempo. Regresso do basquete universitário, Virgínia, é muito perigoso na Pick and Rolls por causa de sua velocidade e mãos firmes.

Há duas situações onde Meyinsse está na elite do garrafão: jogo em baixo da cesta e Pick e Rolls, que representam cerca de 75% de seus ataques. De costas para a cesta é o lugar onde mais notavelmente melhorou, aumentando a sua agilidade e coordenação já mostrado, com muito bons movimentos, tais como curvas, ganchos e meias-voltas. 

Beneficiando de seu ganho de músculos, o que permite posicionar com mais facilidade. Não é particularmente criativo em situações onde você deve usar seu drible para bater o adversário. 

Aproveitamento de 75% nos lances livres, quase nenhuma cesta de três pontos e um reboteiro médio. Para aumentar seu nível falta um tiro de média distância mais regular, mas acerta-o ocasionalmente.

Bom defensor, embora com algumas limitações, é dedicado.

12 comentários:

Marcelo disse...

Confesso que o pivô americano não me animou muito não depois dessa análise...

Cadu Rollo disse...

Marcelo

Temos que pensar, também, que o nível da Liga Argentina eh maior que o nosso aqui.

Se formos ver, o Meyinsse deitou nos garrafões de Fla e Brasília no Final Four da Sulamericana. Isso é um bom indício.

É um pivô rápido e ágil, bem diferente do Caio... vamos ter que acostumar rsrs

Vamos torcer. Abraços,

Ruy Moura disse...

André. Você sabe dizer se com as contratações deste norte-americano e do promissor Cristiano Felício, o Shilton continua? Este armador é excelente e supre as deficiências de nossos armadores na última temporada: pontuador eficaz!

André Amaral disse...

Mudamos a característica do nosso pivô. Saímos de um pesadão e lento na marcação, para um estilo Murilo.

E lembremos que o Murilo, machucado após aquela queda feia, deitou no Caio e por pouco não nós elimina no quinto jogo.

Não podemos esquecer que agora temos o excelente Felício para participar da rotação. O Feliz nem rodava e sobrava tudo pro Shilton apenas.

André Amaral disse...

Ruy, não sei. Mas acho que continua.

@eduardocbs disse...

vi o vídeo dos 2 e gostei muito. o americanos é mto bom e tem um jogo totalmente diferente do caio. acho q ganharemos mto c essas trocas (saida de kojo e caio e vinda desses 2).
o kojo, particularmente, me irritava mto, o cara nao sabe arremessar!!!

Marcelo disse...

Bem, depois desses comentários fiquei até mais animado... hehehe

Mas bom mesmo é ver que a diretoria está realmente a fim de manter o basquete do Mengão muito forte!

André Amaral disse...

eduardocbs

Concordo e muito com esse seu comentário de que o Kojo não sabe arremessar.

O argentino tem as mesmas características do Kojo, mas parece ser mais talentoso e o melhor: sabe chutar.

As recomendações vindas da Argentina são todas excelentes:

"Laprovittola es junto a Campazzo el futuro de argentina en la Base. Es un crack"

"Laprovittola es una gran base. Tiene visión de juego y llega con facilidad al gol. Mucho futuro"

@eduardocbs disse...

isso ai, andre.
sem contar q acho o kojo meio afobado em alguns lances, principalmente, em contra-ataques.
pelos videos q vi, o argentino parece saber controlar melhor o jogo.
o q nao da p ver no video é o desempenho dele na defesa. ja vi comentário q perderemos nesse quesito.
parabéns, pelas infos e pelo blog!!!

Marcio disse...

Vcs esqueceram, q teremos o reforço de Marcelinho Machado, q não jogou. Um baita reforço.

@eduardocbs disse...

Marcio,
Espero q o Marcelinho aceite o ficar no banco sem tumultuar o ambiente.
Hj ele nao tem vaga no time. Mas será imortantíssimo como sexto homem!!

Marcio disse...

Eduardo, a idade, a contusão, e o time campeão sem ele, são fatores q ajudarão fazê-lo aceitar essa condição.