quinta-feira, 27 de junho de 2013

Flamengo abre uma empresa para administrar as partidas fora do Rio


O Flamengo confirmou que jogará no Distrito Federal na volta do Brasileirão, dia 06 de julho contra o Coritiba. Os preços dos ingressos ainda não foram definidos, mas tudo indica que não será o absurdo que foi cobrado no Santos x Flamengo, o Correio Braziliense explicou o porquê:

Ao contrário do Santos, o Flamengo não vendeu a partida a intermediários. A diretoria rubro-negra optou por abrir uma empresa que passa a administrar as partidas do clube fora do Rio. Com isso, a tendência é que o bilhete não seja tão caro como o do jogo de 26 de maio, que foi de R$ 80,00 (meia mais barata) a R$ 400,00 (inteira mais cara). Emissários do time da Gávea virão hoje ao DF para definir a tabela de preços."

A notícia ruim: o governo do Distrito vai ficar com 13% da renda, a Federação do Rio vai abocanhar 10% (quando deveria ser apenas 5%) e a Federação local vai ficar com 5%. Conclusão, 28% da renda já está comprometida. A parte do governo é até justa, mas a FERJ extorque na cara dura os clubes: ou pagam tal porcentagem ou não poderão jogar fora do Rio. É um escândalo.

Falou-se que a cota seria de R$ 2 milhões, mas tudo indica que o Flamengo vai poder explorar todo o estádio.

Torço para que a partida seja um sucesso, que o time consiga uma bela vitória, que a renda seja boa. Será uma bela resposta ao consórcio que levou o Maracanã. O Flamengo vai sofrer sim o desgaste da viagem, mas as empresas que administram o estádio também não alcançarão toda potencialidade financeira sem o Rubro Negro jogando lá.

Um comentário:

Hugo Martins dos Santos disse...

A nação Rubro negra de brasília com certeza fará sua parte. Irá encher o estádio e cuspir na cara do Eike..