quinta-feira, 2 de maio de 2013

NBB 2012/2013 - Quartas de final: Flamengo 80 x 76 Paulistano


O Flamengo venceu o Paulistano por 80 x 76, abriu 2 x 0 na série e se vencer sábado, garante vaga na semifinal do NBB.

Outra vez o time demonstrou uma enorme e perigosa instabilidade. Se no primeiro jogo levou 40 pontos no terceiro quarto, dessa vez o absurdo foi o time fazer apenas 22 pontos no primeiro tempo.

Depois de estar perdendo por vinte pontos, outra vez o Flamengo soube sair do sufuco fazendo 34 pontos apenas no terceiro quarto, para virar a partida, garantindo a boa vantagem na série.

Destaque do jogo para os reservas. Shilton (11 pontos) fez um bom jogo no lugar do Caio Torres e Zanotti entrou bem no lugar do Olivinha.

Cestinha do jogo foi o capitão Marquinhos com 19 pontos. Benite e Kojo marcaram 12 pontos cada um.


O JOGO

A equipe do Paulistano começou arrasadora na linha de três pontos, fazendo 11 x 2 no placar. Já o Flamengo, errava demais, dos dois lados da quadra, forçando José Neto a pedir tempo com cinco minutos de jogo. Mas de nada adiantou, a equipe paulista seguia absoluta e, liderada por Eddy, cestinha com doze pontos, terminou o primeiro quarto vencendo por 21 x 13.

Com Kojo, Duda, Marquinhos, Zanotti e Shilton o Flamengo também não começou bem o segundo quarto. José Neto mudou, colocou Gegê, mas mesmo assim o time não pontuava e se pendurava em faltas. O Paulistano abriu 7 x 0, colocava no placar 28 x 13 e seguia implacável diante de um Rubro Negro apático, chegando a abrir vinte pontos de vantagem: 37 x 17, com o primeiro tempo terminando em 38 x 22.

No terceiro quarto o Flamengo voltou outro. Marquinhos assumiu a responsabilidade matando duas bolas de três. O Rubro Negro era outro, e com Zanotti no lugar de Olivinha, o Flamengo abriu 15 x 07. O Paulistano se assustou e a vantagem caiu para apenas seis pontos com dois lances livres de Kojo: 47 x 41.

Com uma cesta de três pontos de Benite, o Rubro Negro virou a partida no minuto final: 53 x 52. Nos segundos finais, Zanotti matou uma linda bola de três para ampliar o placar: 56 x 53.

No quarto decisivo os reservas seguiam em quadra: com Shilton, Duda e Zanotti o Flamengo seguia na frente do placar fazendo uma partida equilibrada, que chegou a ficar empatada em 70 x 70, mas Olivinha voltou bem do banco e com uma bola de três e na sequência dois lances livres de Kojo colocando 75 x 70 no placar.

Que seguia em: 77 x 74, quando Shilton errou dois lances livres faltando 33 segundos. Com 20 segundos, Elinho faz a cesta e a vantagem caiu para 77 x 76. Faltando 16 segundos, Olivinha vai para o lance livre, acerta o primeiro, erra o segundo, 78 x 76, mas Duda pega um salvador rebote e com nova falta, Olivinha volta ao lance livres para colocar 80 x 76 no placar e garantir a vitória.

4 comentários:

Luiz Filho disse...

Shilton errou 4 lances livres seguidos no Final. Pode deletar o comment depois de consertar, André.

André Amaral disse...

- Apesar dos lances livres, que sempre foi sua maior deficiência.

Marcelo disse...

Sobre os lances livres do Shilton, não dá pra acertar só 3 em 11, né. Aproveitamento de 27% chega a ser piada.
A instabilidade do time realmente está preocupando. Acho que se fossem contra qq um dos outros seis times, a possibilidade de derrota nessas duas úlitmas partidas seria bem grande.
Tomara que o time volte a ter consistência o mais rápido possível!

E o Marcelinho, André, alguma notícia?

Elton disse...


http://globoesporte.globo.com/basquete/nbb/noticia/2013/05/marcelinho-mantem-fio-de-esperanca-mas-retorno-nas-finas-e-complicado.html