segunda-feira, 30 de abril de 2012

Balanço de 2011: Dívidas só aumentam no Flamengo

É amigos, foi divulgado na surdina, de madrugada, o balanço referente ao exercício de 2011. Fazendo uma análise rápida e superficial: as dívidas aumentaram, tanto a de curto prazo - aquela que precisa ser paga até dezembro, quanto a de longo prazo.

DÍVIDA DE CURTO PRAZO:

A dívida de curto prazo é o passivo circulante, tudo aquilo que o Flamengo tem que pagar até o final do ano. São impostos, empréstimos, contas a pagar, credores. Ela subiu de R$ 224 milhões para R$ 342 milhões. Em 2009 era de R$ 151 milhões.

Empréstimos: subiu de de R$ 43 milhões para R$ 53 milhões, sendo R$ 40 milhões só do BMG.

Impostos a recolher: subiu de R$ 51 milhões para R$ 74 milhões.

Adiantamentos: subiu de R$ 26 milhões para R$ 114 milhões.


DÍVIDA DE LONGO PRAZO:

A dívida de longo prazo, que inclui os impostos parcelados, contas a pagar de acordos, e a grande parte é a Timemania. Totalizando R$ 206 milhões.

Foi feito um pedido de antecipação de R$ 281 milhões em "receitas diferidas". Não entra na categoria de dívida, mas já foi antecipado e está pronto para se usado. São adiantamentos que só seriam recebidos mais pra frente de alguns de seus contratos, para pagar sua dívida de curto prazo.


ESPORTES OLÍMPICOS/CLUBE SOCIAL:

Receita: R$ 18 milhões para R$ 19 milhões. Despesa: R$ 45 milhões para R$ 35 milhões. Déficit de R$ 16 milhões.

Desses R$ 35 milhões, a despesa com o pessoal, na folha de pagamento, subiu, de R$ 22 milhões para R$ 23 milhões. As despesas gerais - devem ser as reformas estruturais na Gávea, caíram bastante, de R$ 22 milhões para R$ 11 milhões.


QUADRO SOCIAL:

A receita do quadro associativo chegando na casa dos dez milhões. Subiu de R$ 6 milhões do ano passado para R$ 9,4 milhões.

Porém, a receita com os esportes olímpicos caiu de R$ 6,9 milhões para R$ 3,7 milhões. Pode ter sido pela saída da SKY do basquete.


FUTEBOL:

Receita: R$ 110,00 milhões em 2010 para R$ 164 milhões. Despesas: R$ 69 milhões para R$ 108 milhões. Superávit de R$ 56 milhões.

A receita da bilheteria caiu, de marketing caiu, o que ajudou nesse crescimento foi o novo contrato da televisão, que subiu de R$ 44 milhões para R$ 94 milhões.


DIREITOS FEDERATIVOS:

E segundo o balanço, o Flamengo repassou em direitos federativos, R$ 5,3 milhões. Ou seja, vendeu sim porcentagem de jogador da base. De quem seria?

13 comentários:

edu.rj disse...

entao, somando-se as contas do esp.olimpicos/clube social com o futebol, o clube é superavitário em 60 milhoes?
como q eles nao conseguem admnistrar um clube assim?
so o futebol tem superavit de 76 milhoes e els nao conseguem pagar em dia!!
muita incompetencia!

Felipe disse...

Amigo,
realmente a situação do nosso Flamengo não é das melhores, visto a sequencia de administrações desastrosas que tivemos nas ultimas décadas.
Sou contador e dei uma rápida olhada no balanço após ler seus comentários. Percebe-se que apesar da situação ser ruim, o clube está melhorando significativamente.
É claro que salta aos olhos vermos um aumento tão grande do passivo, mas veja bem, uma conta de passivo não significa necessariamente uma dívida. A conta Impostos a Recolher não significa que os impostos não foram recolhidos, pelo contrário. Quanto à dívida de longo prazo, estes 281 milhões fazem referência ao contrato de televisão assinado pelo Flamengo no ano de 2011 (até 2014), deste valor, veja que cerca de 269 milhões estão na conta "Contas a Receber" do Ativo Não Circulante. Ou seja, é uma receita que o clube já tem garantida para os próximos 3 anos, não é um aumento de dívida, muito pelo contrário.
Pelo lado bom, podemos ver que o clube finalmente fez uma reavaliação de ativos e o Patrimônio Líquido finalmente aparece com valores positivos.
Outro fato interessante é que cada vez mais o futebol "se sustenta", visto que gera mais receitas do que despesas (este lucro operacional aumenta ano a ano), mas o que causa o déficit realmente são juros de dívidas que provavelmente vieram de administrações anteriores.

Só pra constar: não sou um defensor da gestão Patrícia Amorim, concordo que o Flamengo ainda é mal administrado, mas como dito anteriormente, estamos melhorando significativamente.
Vamos torcer para que a próxima gestão seja ainda melhor (ou menos pior).
Abraços.

André Amaral disse...

Felipe

Mas receitas diferidas não significa que foram antecipadas?

Felipe disse...

Sim, mas o fato da receita ter sido antecipada não quer dizer que ela já foi recebida.
Se fosse um adiantamento a contrapartida dela seria a conta "Caixa e equivalentes" e não a "Contas a receber".
No caso, "Contas a receber" no "Ativo Não Circulante" representa um ativo realizável a longo prazo (nos próximos 3 anos no caso).

fla_2010 disse...

Parênteses para a constatação do Oaquim, no site Globo.Com:

"se o David Braz for trocado (transação com o Santos por Ibson), e com o Gustavo emprestado, precisamos reforçar a zaga - disse Oaquim."

André Amaral disse...

Felipe

Mas não são valores diferentes?

Sim, o Flamengo tem a receber R$ 269 milhões do contrato de TV, mas já não recebeu R$ 281 milhões antecipados?

Não vejo que sejam valores equivalentes, não vejo como ainda não foram recebidas.

Não foram recebidas é o valor de R$ 269 milhões, ou não?

André Amaral disse...

Sei que não entra na categoria de "dívida", mas entendo que já foi antecipado.

Miguel Gonzalez disse...

Não culpem o esporte amador. Hoje, os melhores times do Brasil de Natação, Remo, Nado Sincronizado e Ginástica Artística são do Flamengo!

MBomfim disse...

André, não tem como antecipar tudo isso num ano só sem aprovação do Conselho de Adm. Além disso, especificamente desse valor referente ao contrato de Tv do Brasileiro, a Globo não anteciparia tal valor...acho até que não antecipou nada ao clube. Outra forma de antecipar esses crédtos seria através de empréstimos bancários já mencionados no balanço e que não chegam nem perto desse valor. Acho que precisamos de um especialista, como o Felipe ou outro, para analisar esse balanço, senão poderemos chegar a conclusões equivocadas...
Veja o DRE...tivemos um prejuízo de apenas 12 mi...para quê anteciparíamos 269mi...só se fosse para pagar juros, impostos, INSS devidos de anos anteriores ou estaríamos deduzindo que esse dinheiro tá indo para algum lugar nebuloso, no bolso de alguém...não faria sentido. E se surgirem dúvidas com relação ao balanço em si, pq estamos debatendo isso, afinal???

Felipe disse...

André,
se esse valor já tivesse sido recebido estaria discriminado no Fluxo de Caixa, e como disse nosso amigo MBomfim, nenhuma das contas de caixa ou de empréstimo chegam perto de tal valor.

Quando sobrar um tempinho aqui vou fazer uma análise mais profunda do balanço para que todos entendam ok?
Abraço.

André Monnerat disse...

A verdade é que o Flamengo não faz o menor esforço para deixar claro o que querem dizer exatamente as informações destes seus demonstrativos (e, nisso, não é diferente de praticamente todos os outros clubes brasileiros).

Vejam que uma nota explicativa fala em "receitas a realizar" de apenas 7,8 milhões de televisionamento do Campeonato Brasileiro - e mais R$104 milhões de "contratos", sem nenhuma especificação! Fica para a imaginação de cada um o que podem ser estes "contratos"... É papel dos sócios cobrarem explicações mais claras sobre a forma como o clube está sendo administrado, é obrigação da diretoria ter mais transparência nisso aí.

A verdade é que é bem difícil falar com propriedade sobre este balanço sem ter informações extras.

Anônimo disse...

VALEU ANDRÉ AMARAL, BEM PERTINENTE SUAS DÚVIDAS COM O AMIGO FELIPE EM RELAÇÃO AO BALANÇO DO FLAMENGO.

ANDRÉ, FAZ UM FAVOR? ABRE UM ESPAÇO AQUI PRO FELIPE ESCLARECER PRA GENTE EM DETALHES E DE FORMA SIMPLES TODA ESSA SITUAÇÃO DO BALANÇO DO FLAMENGO.. PODE SER?

VALEU FELIPE, VC COLOCOU ESSA SITUAÇÃO DE MANEIRA BEM SIMPLES DE FORMA QUE O LEIGO POSSA COMPREENDER MUITO BEM.. VALEU MESMO!

VALEU ANDRÉ E FELIPE, ABRAÇÃO.

ABRAÇO AOS FLAMENGOS DE VERDADE..

FLAMENGO VOX POPULI VOX DEI, DESDE 1895 AJUDANDO A FAZER DO BRASIL ( NÃO DE PORTUGAL.) UMA NAÇÃO.
RAFAEL GAIO.

Felipe disse...

André, voltei para explicar algumas coisas que talvez não tenha deixado claro no meu comentário anterior.
Vou explicar melhor o que eu quis dizer sobre a contabilização do contrato de televisionamento. Imagino que vcs tenham conhecimento, ou não, que em um balanço patrimonial as contas do Circulante tanto ativo como passivo são números teoricamente de movimentações do próximo exercício, é o tal "curto-prazo" (no caso o próximo exercício é o ano de 2012). Seguindo a mesma linha, as contas de "Longo Prazo" são movimentações que virão em exercícios futuros (2013 em diante no caso).
Até onde tenho conhecimento, o novo contrato de televisionamento garante ao Flamengo cerca de 90 milhões (não sei o valor exato) anuais nos anos de 2012-2015. No nosso balanço temos esses valores discriminados como receitas futuras, cerca de 90 milhões referentes ao ano de 2012 (curto-prazo) estão na conta "Receitas a Realizar" em contrapartida à "Contas a Receber", cerca de 69 milhões segundo a nota explicativa 5 (portanto podemos imaginar que pelo menos 10 milhões da receita de 2012 foi sim recebida como adiantamento em 2011).
A mesma idéia serve para o longo prazo (2013, 2014 e 2015), 281 milhões em "Receitas Diferidas" e 269 milhões em "Contas a Receber" a longo prazo (90 milhões x 3 anos = 270 milhões), a diferença provavelmente foi contabilizada como alguma provisão de perda (devedores duvidosos, depreciação, desvalorização da moeda, impostos, etc,).
Isso tudo somado à reavaliação do Ativo Imobilizado causou um impacto muito grande no balanço quase que triplicando os valores de Ativo e Passivo de um ano para o outro, daí o espanto de todos ao comparar os dois.
Sobre a análise e as outras situações, vou fazer um comentário no post da análise da Pluri Consultoria com o meu ponto de vista, ok? Obrigado a todos.