domingo, 31 de julho de 2016

Brasileirão 2016: Coritiba 0 x 2 Flamengo


Curitiba outrora era uma cidade indigesta para o Flamengo, entretanto, de uns anos para cá, o Rubro Negro tem obtido bons resultados por lá.

Neste domingo a equipe da Gávea venceu bem, por 2 x 0 e segue firme no bolo da classificação, além de ser a melhor visitante do campeonato.

Detalhe: o time de melhor campanha como visitante foi campeão em nove das 13 edições do Brasileiro.

Assim como contra o América-MG, Zé Ricardo voltou a utilizar Mancuello e Allan Patrick juntos. Mas não se caracteriza um autêntico 4-4-2 por simplesmente ter dois meias. O esquema continua o mesmo: 4-1-4-1, entretanto com jogadores com características diferentes dos pontas.

Na direita, ao invés do Cirino, quem fez as funções por aquele lado foi o Allan Patrick. Mas precisava de alguém em velocidade e o jogo não fluía.

O ritmo foi lento. A saída de bola foi péssima e Muralha por diversas vezes era acionado para sair jogando. As jogadas de ultrapassagem com os laterais não aconteceram, a bola corria demais no gramado molhado. A primeira que deu certo foi quase no final do primeiro tempo, e Pará colocou na cabeça do Guerrero. Foi só.

O Coritiba ameaçou logo na primeira jogada, mas depois praticamente não chegou.

Em uma partida tão equilibrada e sem grandes inspirações, quem tem jogador diferenciado fará a diferença, inclusive na briga pelo título.

E Mancuello é o cara do passe vertical, da assistência, e foi dele o excelente lançamento para Guerrero aplicar um belo chute e abrir o placar.

O Coritiba abusava dos cruzamentos. Foram incríveis 42 bolas na área, 35 apenas no segundo tempo. E o grande destaque foi o Rafael Vaz, o melhor dos zagueiros atuais, que tirou todas. Com a boa participação do Donatti, que entrou no lugar do Juan. Essa é uma das virtudes em ter um elenco para disputa de um campeonato longo.

Com 1 x 0, Zé mexeu bem colocando o Cirino, mas poderia ter tirado o Allan Patrick, que vinha pela direita e não o Mancuello. E ainda entrou com Cuellar no lugar do Allan Patrick. Desta vez teve sorte e o colombiano deu um grande passe para Cirino marcar o segundo o liquidar a partida. Não tem explicação para o Cuellar ser banco.

Para mostrar quem faz a diferença são os jogadores técnicos: Cuellar e Mancuello foram os autores das belas assistências para os dois gols.

Tudo que o Flamengo precisa hoje é disto, além da volta excelente do Guerrero da Copa América: quatro gols e duas assistências em seis jogos. E marcou pela terceira partida seguida.

E com a estreia do Diego, o Rubro Negro se qualifica para buscar o topo da classificação.

12 comentários:

Anônimo disse...

Perfeito André!
Você foi, diferente de muitos, tipo Portal Globo, que deu 6,5 a Rafael Vaz, quem assistiu realmente ao jogo, não lhe passando despercebido a grande atuação do novo zagueiro do Flamengo pela esquerda. Nota 10 para o rapaz, perfeito por baixo, nas coberturas e principalmente nas bolas alçadas na área do Flamengo, defendendo com incrível perfeição.
O Pres. do "Vice", neste momento, deve estar muitíssimo arrependido de não ter renovado seu contrato!!! rsrsrs
Saudações rubro-negras
MDaemon

Felipe disse...

Acho que o único defeito na partida do Rafael Vaz foi a tentativa de muitos lançamentos, acabou errando todos. Mas como zagueiro mesmo foi uma partida perfeita.

E pelo jeito o Zé vai atuar com o Diego aberto no lugar do Patrick.

SRN

André Amaral disse...

Felipe, muito por culpa do primeiro volante, né...rs

Anônimo disse...

Isso apenas reforça o argumento que para entrar o Juan, se tirou o melhor zagueiro do time, ontem atuando com o veterano o Vaz fez mais uma boa partido, a defesa estava mais firme que nos jogos com o Botafogo e América-MG, o Donatti também acabou estreando bem e será que o Juan saindo por contusão joga na quarta????
O lançamento do Cuellar no segundo gol bota o Zé Ricardo na berlinda, com todo mundo perguntando porque o Márcio Araújo é titular, passes para trás, passes no fogo, o Márcio Araújo atrapalha demais e vimos mais uma vez erros na defesa com bolas encobrindo o volante, entre outras, duvido que em termos de marcação o Cuellar não faça o mesmo serviço com uma saída de bola muuuuuuuuuiiiiiiiittttttoooooo melhor.
Zé Ricardo poderia usar o Diego na direita ou no Centro junto com o Alan Patrick e o Mancuello, o Everton não funcionou ontem joga muito atrás.

Cadu Rollo disse...

Exatamente ne... Com 10 minutos em campo, o Cuellar jogou a batata quente na mão do Ze...

Eh bizarro ver o cara sendo banco do esforçado mas limitadíssimo Marcio Araujo.

Eh incomparável...

O que acalenta eh que aos poucos o Ze tem corrigido seus erros... Cirino ja foi pro banco (mas tem entrado demais)... Gabriel tem entrado menos (mas ainda mais do que deveria), Mancuello e Alan Patrick jogando juntos...

Falta pouco pra vermos o time ideal em campo.

E ainda tem o Diego pra entrar na brincadeira!

Temos tudo pra fazer um belissimo segundo semestre, com o segundo turno do Brasileirão e sem esquecer um segundo da Sulamericana.

João Paulo disse...

Amanhã o STF joga uma pá de cal no litígio do campeonato de 87, que para mim acabou quando o arbitro apitou a final da partida em dezembro de 1987. Um a zero gol do Bebeto.

Anônimo disse...

Pessoal,

Concordo que o Cuellar tem muito mais qualidade técnica que o Márcio Araújo e deve ser o titular.

No entanto, não concordo com a premissa que praticamente todos os comentaristas têm adotado no sentido de que os dois seriam semelhantes no tocante ao desempenho defensivo (o que implicaria afirmar que a decisão do Zé Ricardo seria indefensável, inexplicável, já que a superioridade técnica do Cuellar em relação ao Márcio Araújo é muito grande).

O Cuellar é muito agressivo na marcação e, por isso, tem ótimos números nos desarmes e antecipações. Também tem a característica de subir para pressionar os volantes adversários em determinados momentos, o que já rendeu boas roubadas de bola e contra-ataques para o Flamengo no campeonato estadual. Essas características defensivas seriam perfeitas se o Cuellar fosse atuar como um segundo volante, no lugar do William Arão (que tem sido o melhor jogador do Flamengo no campeonato, na minha opinião).

No entanto, justamente por ter essas características (buscar sempre os desarmes, arriscar mais na marcação) o Cuellar é batido com muito mais frequência pelos dribles dos adversários, o que preocupa em se tratando de um primeiro volante. Sugiro a todos que reparem esses lances na próxima vez que o Cuellar entrar em campo. Vocês verão como ele é driblado com mais frequência que o ideal para um jogador que nós pretendemos ver atuando mais à frente da zaga. Os números de desarmes nem sempre são adequados para avaliar a qualidade do defensor. Um bom exemplo disso é o Egídio (lateral do Palmeiras), que era líder em desarmes no campeonato brasileiro quando atuava pelo Cruzeiro, mas sempre foi criticado pela quantidade de lances em que é batido pelos atacantes adversários.

O Márcio Araújo, por outro lado, é um jogador extremamente cauteloso na marcação. Ele não arrisca o bote, sabe a hora de apenas cercar o adversário e tem uma VELOCIDADE incomum para volantes, o que lhe permite acompanhar os atacantes e meias adversários, além de praticamente não cometer faltas (não por acaso, ele ainda não teve nenhuma suspensão no campeonato, a exemplo do William Arão). Além disso, o Márcio tem uma recuperação e uma recomposição muito mais rápida (em razão da velocidade, mobilidade e preparo físico) quando a equipe perde a bola ou mesmo quando ele é batido pelo adversário (o que ocorre de forma bastante rara). Outro ponto a favor do Márcio é o fato de ele guardar mais a posição. Se vocês forem reparar, o Flamengo ataca com os dois laterais ao mesmo tempo, o que é viabilizado pelo posicionamento do Márcio Araújo, que faz uma espécie de terceiro zagueiro, guardando a posição entre os dois zagueiros do Flamengo (não se trata de nenhuma inovação; diversas equipes da Europa atacam assim, inclusive o badalado Barcelona; quando não têm a bola, as equipes se defendem com uma linha de quatro defensores; quando estão com a bola, as equipes atuam como se tivessem três zagueiros, segurando o primeiro volante e liberando os dois laterais ao mesmo tempo).

Acho que em se tratando de um primeiro volante, de uma equipe que já é bastante ofensiva, o Márcio Araújo é defensivamente melhor que o Cuellar.

Como disse anteriormente, acho que cabe ao técnico efetivar o Cuellar e trabalhar de forma árdua para que ele aprimore seu posicionamento defensivo e se torne um defensor mais cauteloso, mais compatível com o posicionamento de um primeiro e principal volante da equipe. No entanto, entendo que essa “adaptação” poderia sim implicar prejuízos defensivos ao Flamengo no curto prazo, ainda que a tendência seja de formar uma equipe melhor no médio prazo.

Enfim, gostaria apenas de fazer essas ponderações, que explicam, a meu ver, a preferência do Zé Ricardo e o fato de o Márcio Araújo ter se mantido por tanto tempo em grandes clubes brasileiros, apesar da falta de capacidade técnica no passe e domínio de bola.

SRN!

Anderson.

Anônimo disse...

Um ponto que está me preocupando é a saída do Canteros. Sem ele o Flamengo passará a ter apenas três volantes no elenco (Arão, Márcio Araújo e Cuellar). É muito pouco para uma equipe que buscou um terceiro centroavante sob a justificativa de que precisaria de praticamente dois times para disputar o brasileiro e a copa sulamericana.

Espero que o Ronaldo esteja pronto (só a Comissão Técnica sabe se ele realmente está), porque não comungo da mesma confiança que diversos rubro-negros têm no Ronaldo apenas em razão das atuações na Copa São Paulo de Juniores. Apenas para que não me entendam mal: também gostei do garoto na Copa São Paulo, acho que tem futuro. No entanto, acho que competições da base não servem como parâmetro (de nenhum tipo) para avaliar se o jogador está pronto para ser utilizado na equipe principal no campeonato brasileiro (um único jogo contra time pequeno no Estadual não conta).

SRN!

Anderson

Gustavo disse...

Boa noite, pessoal.

Hora de agradecimentos!!! É justo! E de dar parabéns!!! Adoro!

Grande vitória do time do Mengão, dois gols importantes, não tomamos gol, defesa foi ótima, meio de campo foi muito bem também e ataque definiu com precisão!!! Lindo passe do Mancuello para o Guerrero caminhar e chutar no canto, na hora certa e fazer o primeiro gol nosso e depois belo passe do Cuéllar para o Cirino dominar bem e fazer o segundo gol!!! Parabéns a todos e muito obrigado!!! Parabéns torcida pelo show!!! Parabéns comissão técnica!!!

Continuando agradecimentos:

Parabéns equipe de Basquete Sub-13 pelo título Sul Americano!!!
Não é mole não, desde cedo a gente grita é Campeão!!!

Parabéns equipe de Basquete Sub-14 pelo título Sul Americano!!!
Não é mole não, com muita garra a gente grita é Campeão!!!

Parabéns equipe de Basquete Sub-15 pelo vice-campeonato Sul Americano!!!
Parabéns equipe de Basquete Sub-17 pelo terceiro lugar na Copa Minas Brasilia!!!

Todos vocês estão de parabéns!!! Muito obrigado a todos!!!

Certa vez, eu fui com dois tios e três primos ao Maracanã ver o Mengão jogar. Era uma final de campeonato. Eu ainda era pequeno, portanto, meus tios compraram meu ingresso. O jogo tava tão cheio que eles só conseguiram comprar ingresso para as numeradas. E lá fomos nós. Logo no início, Leandro abriu o placar de cabeça. E logo depois, Zico fez o segundo. A nação foi à loucura!!!

No segundo tempo, o jogo indo, de repente, "Suderj informa": renda e público. Eu não tenho a menor ideia da renda. Mas, quando vimos o público pagante no placar, foi um assombro!!! Acreditem: 155 mil pagantes!!! E houve um OOOOOHHHHH!!! E depois, aplausos. Eu olhei para o alto, para a arquibancada e não cabia mais ninguém. No final do jogo, mais um gol do Mengão para completar a nossa festa. Ganhamos naquele dia o Tricampeonato Brasileiro!!! Hoje caminhamos para o Hepta!!! O jogo foi Flamengo 3 x 0 Santos.

Jogadores do Mengão, vamos vencer e comemorar juntos com a torcida!!!
Úhúúúúúúúúú!!!

Anônimo disse...

Correção Gustavo, eu estava neste jogo também e nas numeradas do mesmo jeito, Flamengo campeão brasileiro de 1983, Zico fez o primeiro com 40 segundos, Leandro o segundo aos 39 do primeiro tempo e Adílio fez aos 44 do segundo tempo. O terceiro gol provocou uma invasão de campo pela imprensa o time do Santos revoltado partiu para cima da imprensa com uma grande briga. Acabada a briga sem nenhum cartão vermelho, após a nova saída o juiz Arnaldo Cesar Coelho terminou o jogo, FLAMENGO TRI-CAMPEÃO BRASILEIRO.

Paulo disse...


Sobre o Cuellar , eu concordo com o Anderson , a meu ver ele tem mais o perfil de segundo volante do que de primeiro.

Acho que o elenco , foi mal montado nesse sentido e ficamos apenas com o extremamente fraco Marcio Araujo de 1 Volante.

Como ja comentei uma vez aqui, O flamengo não tem um 1 volante bom clássico. Alto bom cabeceador , rápido , bom marcador e que saiba passar a bola.

Para mim a posição correta do cuellar , tb seria de 2 volante (posição do arão) . Isso que não quer dizer que uma tentativa de adpatação dele não seja válida. Visto que o Marcio Araujo e muito fraco. Se tivessemos 1 zagueiro rápido porderíamos jogar com 1 zagueiro por ali . Mas tb não temos nenhum. todos são meio pesados , juan quando novo era rápido.

sdrn










Gustavo disse...

Obrigado, Anônimo. Entrei no youtube e você está correto!!!