sábado, 14 de maio de 2016

NBB 2015/2016 - Semifinal - 4º jogo: Mogi 91 x 93 Flamengo


Esse é o Flamengo tricampeão brasileiro que a torcida se acostumou a ver!

Na base da raça e com grande atuação de Ramon, Mineiro, Marquinhos e Marcelinho o Rubro Negro derrotou o Mogi fora de casa por 93 x 91, empatou a semifinal e levou a série para o quinto jogo, terça-feira, às 21h, com os ingressos já esgotados.

Ramon foi extraordinário: anotou 27 pontos e matou todas as sete bolas de três que tentou. Marquinhos com 15 e Olivinha e Marcelinho com 14 pontos anotados foram os principais cestinhas.

Partida ruim de Meyinsse (sem Laprovittola, perdeu o pick and roll, sua principal jogada), Robinson (novamente) e JP Batista.

Destaque para as 25 assistências, sendo sete do Rafael Luz. Nos lances livres, os excepcional 13/13 do Marquinhos. Ninguém errou mais do que um arremesso.



O JOGO

Neto iniciou a partida com uma formação diferente: Ramon, para tentar conter os chutes de longa distância do adversário e JP Batista. Mas não adiantou muito e com duas bolas de três Tyrone abriu 13 x 6 para o Mogi.

E teve que mudar, entrando com os então titulares Meyinsse e Robinson nos lugares de JP Batista e Luz. Mas foram Marquinhos, Olivinha e Ramon que fizeram o Flamengo reagir e virar a partida: 23 x 20.

O Flamengo voltou no mesmo ritmo do final do período passado e seguia na frente. A arbitragem não viu Tyrone dando uma rasteira do Marcelinho. O banco Rubro Negro reclamou e levou falta técnica. Depois foi a vez do banco paulista reclamar de forma acintosa uma falta no Shamell. Padovani foi agressivo, muito acima do tom e foi desqualificado da partida.

Aí foi a vez do Ramon (duas vezes) e Marcelinho matarem bolas de três seguidas para ampliar a vantagem do primeiro tempo:54 x 45.

Ramon continuava insuportável e o Flamengo chegou a abrir 15 pontos de frente: 66 x 51. Mas o Mogi, com dois dos seus jogadores mais importantes, Larry e Tyrone, encurtaram a diferença para oito pontos: 78 x 70.

O Flamengo parou e os donos da casa voltaram melhores no quarto final. Com uma bola de três quase no meio da quadra, Shamell pulverizou a diferença para apenas dois pontos: 81 x 79, faltando pouco mais de cinco minutos pro final da partida.

Na volta, Marcelinho desafoga com uma cesta espírita. A bola bate no aro, sobe quase na altura do ginásio e desce direto na cesta. Inacreditável. Lembrou muito o Cássio, na cobrança de pênalti contra o Fluminense no Carioca de 2001: 84 x 79.

Mas o Mogi seguia melhor e no minuto final virou com cesta mais falta para Shamell: 91 x 89. Marquinhos seguia com seus 100% de aproveitamento nos lances livres e empatou a partida: 91 x 91.

Na volta, Shamell errou uma bola de três e depois sucumbiu à marcação do Flamengo. Mineiro deu o troco com cesta mais falta, mas perdeu o lance de bonificação: 93 x 91.

Com poucos segundos pra tentar empatar ou virar a partida, Marquinhos deu um lindo toco no Larry e garantiu a vitória.

Haja coração!

19 comentários:

lluigi disse...

Que jogo... vitória crucial pra não transformar esta em uma temporada a ser esquecida. Só que o time deu mole de novo, quando abriu os 15 de frente no terceiro quarto parecia que tinha tudo pra levar até o fim do jogo, Mogi estava frio, desmotivado (teve um momento que os caras ficaram 3m30s só pontuando por meio de lances livres vindos de faltas de jogo, fora de lances de arremesso). Mas o Flamengo vacilou, teve um lance em que os caras tiveram 5!! chances antes do Larry converter a cesta (3 rebotes ofensivos além de um defensivo em que se não me engano o Olivinha acabou andando com a bola).

Confio que conquistaremos a vaga na terça, mas se passar pra final, pra enfrentar Bauru vai ser necessário mais do que o Flamengo apresentou até agora nessa série.

Joanilson Silva disse...

Falei q a gente iria ganhar. Orgulho da Nação
Os Alas jogaram muito, levaram o time nas costas.
O Meyinsse e JP, pelo amor de Deus o q foi aquilo ontem?! Foram horríveis a disposição do JP para pegar um rebote é irritante.

Luz deu assistência, mas é possível mesmo ter um armador com média de 2 pontos num playoff?
Ter um americano como o Jason é melhor colocar o Gege em quadra.

André o toco foi no Larry e ñ no shamel

Anônimo disse...

Andre o toco foi no larry

André Amaral disse...

Opa....corrigido..rs

Barreto disse...

Meynsse não está mal somente pela ausência de pick'n'roll( ele mesmo não se apresenta para a jogada). Ele está mal em vários itens: lance livre,perde domínio de bolas fáceis,ruim nos tiros curtos, não faz mais o giro na area pintada para conccuir a jogada.Está mal em todos os quesitos. Pior também é que JP deu uma boa queda e por isso tem usado Olivinha e Mineiro juntos. Este último, inclusive, subiu muito de produção. A contrario do que acham muitos especialistas em cornetagem, Rafa Luz foi muito bem ontem. Anotou 7 pontos e deu 7 assistências. O Flamengo melhorou muito neste jogo em termos ofensivos mas precisa acertar a marcação em Larry e Shamell. Não vejo dobra em cima do Shamell e não entendo o motivo.
Se o Flamengo for a final( acho dificil isso não acontecer) não sei se precisa melhorar tanto assim. Acho que vencer o Bauru é bem menos complicado do que vencer o Mogi que é um time bem mais equilibrado, principalmente dentro do garrafão. Cabe um registro final sobre a torcida contra o Flamengo. A rede TV e o Mala na Cesta então passaram dos limites. Muita gente dizendo que o Neto e o Padovani tiveram comportamento idêntico e foram tratados de forma diferente. Como afirmar isso? Alguem sabe o que o Padovani e o Neto falaram para a arbitragem?

Barreto disse...

Muita gente querendo o Shamell no Flamengo, que realmente é um jogador de muitas virtudes.
Apesar disso, eu tenho restrições a este jogador porque seu QI de basquete é baixo. É especialista em tomar decisões erradas em momentos decisivos dos jogos. Este fato é recorrente ( posso apontar várias situações em que isto ocorreu). Sem desmerecer o Flamengo não acho injusto o torcedor do Mogi creditar a derrota de ontem ao Shamell. Conseguiu apagar rapidamente tudo de bom que fez no jogo.

Antônio Neto disse...

Em uma lista de renovação que fiz em outro post acabei esquecendo do Rafa Mineiro, uma grande injustiça, pois tem sido um dos jogadores mais regulares durante a temporada e talvez seja com o JP um dos poucos acertos nas contratações para essa temporada.

Sobre a queda de rendimento dos nosso pivôs, continuo com a impressão que o estilo de jogo do time não ajuda muito a perfomance deles, nossos armadores não conseguem sequer pisar no garrafão adversário, imagina então criar um Pick n'Roll ou achar espaço para distribuir um passe mais açucarado. Dito isso, não sei se só isso justifica, o Meyinsse por exemplo caiu de rendimento na minha opinião desde o final da temporada passada, lembro até de ter pedido várias vezes o Felicio entrando na rotação principal. agora teve só alguns bons momentos esporádicos nessa temporada. Já o Jp Batista, é notório a queda de rendimento, mas é bom ter um pouco de cautela ainda, vale lembrar que ele é o nosso segundo melhor jogador em eficiência e segundo em plus/minus.

Joanilson Silva disse...

Bem um armador q tem média de 3 pontos, ñ roubou nenhuma bola e o time adversário já desistiu de marcar o tiro de 3?

Barreto disse...

Não acho que a queda dos pivôs não pode ser atribuída somente aos armadores porque JP já esteve bem melhor mesmo com estes armadores. Joanilson quando fala em armadores só menciona pontuação. Acho que Tony Parker não jogaria no time dele. Ontem Luz fez 7 pontos e deu 7 assistências . isso equivale A quantos pontos. Flamengo chegando na final e a corretagem continua forte.

Barreto disse...

Ainda sobre o Rafa Luz quero fazer algumas considerações.

Reparem como Rafa Luz retarda a entrada do armador adversário na meia quadra do flamengo e o quanto ele força erros dos adversários. Observem também como a sua marcação empurra o adversário para os flancos da quadra facilitando as dobras. Estes detalhes não aprecem nos números mas também ganha jogo. Pontuação não é tudo. Há treinadores que não se preocupam tanto com a pontuação dos armadores adversários mas dificultam a sua ação de organizar, fazer seu time rodar a bola e assistir os seus companheiros.Esta é uma das estratégias utilizadas em alguma situações e também ganham jogos. Foi assim que o Julio lamas, técnico da Argentina, ganhou do Brasil nas olimpiadas de Londres dando liberdade à Huertas na pontuação mas fechou os seus espaços para a organização e assistência do time. Luz não é um armador brilhante mas tem cumprido o seu papel com eficiência. Está parcendo que a melhor formação do Flamengo no momento é com ele e Ramon juntos.

Roberto disse...

Garrafão lamentável... Em rebotes e em pontos. JP e Meyinsse decepcionando.

Robinson nem se fala. Não pode ser jogador do Flamengo. Não acerta uma! Me lembra o Guto. A única diferença é que ele é americano.

Rafa luz tem um ótimo jogo coletivo, mas precisa treinar arremessos... Pessoal não tá nem marcando mais ele em bola de três.

De resto, só coisa positiva. Por incrível que pareça Flamengo depende muito do Marcelinho ainda!

Mas Flamengo é superação, vamos pra cima deles na terça!

Joanilson Silva disse...

O Rafa ñ falo só da pontuação, ele marca bem e mesmo assim ñ roubou uma única bola, a média do Tony nos playoff foi de 7 pontos ou num jogo razoável dele ele fez 7 pontos? Ele deu 7 assistências e perdeu uma bola, não gosto do Huerta outro q Tbm pode deixar sozinho q ñ é mediano arremessando, entendo um armador ñ pontuar sendo muito marcado, mas sem marcação o cara ñ conseguir fazer uma cesta.... Ñ quero 30 pontos, mas ele precisa acrescentar mais ao time, nem o Neto tem confiança nele. Treina arremesso, o Oscar treinava mais de 500 por dia, Pq ele marca bem pode simplesmente se contentar com isso? O cara ñ estava jogando no pinheiros ou em outro time mediano da Brasil, estava na Europa, então acrescente realmente ao time, igual a ele devemos ter uns 3 no Brasil jogando bem mais. Duvido muito ele ir as Olimpíadas.

Barreto disse...

Joanilson

O Rafa Luz foi formado na Europa praticamente jogando na Espanha. Lá os armadores ,com raríssimas exceções não são grandes pontuadores, pois são preparados para fazerem o time jogar. Os técnicos europeus não previlegiam isto. Já vi dois jogos do laprovittola na Espanha e fiquei impressionado como ele pouco arremessa de 3 pontos. Imagine só quem foi formado lá. Apenas no último jogo o Luz não roubou bolas mas a dificuldfade que ele impõe ao adversário é enorme. Pode reparar que os melhores momentos do time na marcação são quando ele está em quadra. Vejo sempre os jogos do flamengo 2 vezes ao vivo e depois a gravação do jogo e é por isso que observo todos estes detalhes. Aprendi a a nalisar o basquete de forma MAIS AMPLA PORQUE ANALISO OS JOGOS sempre além dos núneros. A média de Tony Parker é 7 pontos por jogo, baixíssima para um armador titular de NBA , talvez seja equivalente a 2 ou 3 pontos aqui, nem por isso ele deixa de ser titular. O cara alterna o rítimo do jogo, segura a velocidade do jogo quando precisa, aumenta quando é necessário. Neste último jogo Luz foi fundamental no jogo. Analisar basquete requer estudo e observação. Os números são importantes mas sempre esconde algo que só é possível ser visto meticulosamente. Épossível sim um armador ser eficiente com apnas 3 pontos, muito embora a média de pontos do Luz em toda temporada seja maior que isso. Reinvidico mais tempo de quadra para o Luz juntamente com o Ramom. Treinar sempre é bom , mas mesmo assim não acredito que vai melhorar neste quesito. Talvez falte um pouqquinho de confiança.

Cadu Rollo disse...

Finalmente o Flamengo mostrou garra e mostrou o que é Flamengo.

Mesmo assim quando se vê o jogo todo, tivemos vários erros de outros jogos se repetindo, vantagem grande que deixamos escapar... aquele mesmo roteiro que temos assistido muito nessa temporada, só que com um final melhor dessa vez.

De qualquer forma, falta pouco pra acabar a temporada e é o momento do time se inspirar, crescer e se motivar com essa vitória arrancada fora de casa.

É vencer no Tijuca terça e partir com sangue nos olhos pras finais.

Vamos torcer.

Abs,

Gustavo disse...

Amigos do blog.

Acompanho sempre esse blog e vibro por ser o único lugar onde há realmente uma discussão - com as naturais paixões naturais de torcedor - sobre basquete, esporte que eu amo.

Mas notei que em todos os comentários desse último jogo contra Mogi, não houve uma só exaltação a ESPETACULAR ATUAÇÃO DO RONALD RAMON como 1. Estava me incomodando o fato do Neto deixar ele tempo demais no banco, sobretudo com jogadores limitados como o Gegê entrando antes dele.

Como ele foi muito criticado aqui como contratação na posição 1, acho que todos devem reconhecer que, pelo menos nesse jogo, ele foi soberbo e lembrou suas grandes atuações em Limeira, que deve ter sido a base de observação para a contratação pelo Flamengo.

Vamos arrebentar amanhã e jogarmos mais uma final, nosso ORGULHO DA NAÇÃO

barreto disse...

Gustavo

A atuação do Ronald Ramon no último jogo foi soberba sim e tudo quele fez de bom ontem ele pode fazer jogando na posição2 porque a sua maior virtude é realmente o arremesso de 3 pontos . Ramom foi contratado para jogar na posição2 , sua pósição de fato , mas eventualmente pode jogar na posição 1 , muito embora não tenha consistência, leitura de jogo e poder de organinazação para assumir a titularidade como armador, mas sem dúvida é melhor utilizá-lo do que o GG. Lembro a você que no limeira ele não tinha vez como armador, posição que era sssumida pelo Nezinho, entrando o Derick( não sei se escreve assim) na rotação. Na minha opinião dependendo da regularidade, Ramon pode atingir o nível de titular na posição 2 no Flamengo mas na pósição 1 não o vejo em condições de exercer a titularidade.

Michael disse...

Tenho uma duvida aonde flamengo vai jogar se passar para final (ginásio)?

Flávio França disse...

Respondendo à pergunta do amigo Michael: "Construído especialmente para os Jogos Rio-2016, o conjunto de arenas do Parque Olímpico do Rio de Janeiro, situado na Barra da Tijuca, pode ser inaugurado antes do início do grande evento – em agosto. Se avançar à decisão do NBB, a liga nacional de basquete profissional, o Flamengo pretende mandar suas partidas em um dos aparatos do espaço. A equipe rubro-negra já tem até o preço a pagar por isso: R$ 30 mil.

O valor foi fechado entre clube e Comitê Organizador Rio-2016. O ginásio utilizado seria a Arena Carioca 2, sede das competições de judô, lutas e bocha paraolímpica durante os Jogos. A adaptação do espaço para o basquete seria responsabilidade do Flamengo, que levaria piso e tabelas, e não comprometeria o cronograma de preparação para as Olimpíadas.

Além do acerto com o comitê, o Flamengo precisou de um aval da TV Globo, parceira oficial e detentora dos direitos de transmissão do NBB, para usar a arena com capacidade para 10 mil pessoas. A emissora trabalha em parceria com a organização da Liga para avalizar os locais das finais."

Gustavo disse...

Vitória sensacional!!! Parabéns jogadores do Mengão!!!

Com meu manto sagrado, o ingresso já tá na mãããããoooo!!!!
Ú Tijuca é Nosso!!! Vai começar a Festa!!!
Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe ÔÔÔÔÔÔÔ!!!
Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe ÔÔÔÔÔÔÔ!!!
Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe ÔÔÔÔÔÔÔ!!!
Mengão do Meu Coração!!!

Com uma defesa firme, Rafael Mineiro rouba a bola, avança até o garrafão adversário, faz a cesta!!! Mengão na frente!!! Ataque do Mogi, Marquinhos dá um tocaaaaço!!! Bola com ele, a vitória é nossa!!!

Não importa onde estejas, sempre estarei contigo!!!
Com o Tijuca lotado, o ingresso já tá na mão!!!
O Mengão vem com tudo!!! Vai começar a festa!!!
Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe ÔÔÔÔÔÔÔ!!!
Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe ÔÔÔÔÔÔÔ!!!
Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe ÔÔÔÔÔÔÔ!!!
Mengão vamo ser Campeão!!! Úhúúúúúúúúú!!!