sexta-feira, 4 de março de 2016

NBB 2015/2016 - Pinheiros 75 x 81 Flamengo


Foi no sufoco, mas o Flamengo demonstrou preparo físico e psicológico para derrotar o Pinheiros, fora de casa, por 81 x 75 e ficar muito perto de garantir o primeiro lugar na fase de classificação do NBB.

Agora são 18 vitórias e apenas 04 derrotas neste campeonato, restando seis partidas para o final da temporada regular.

Antes de viajar para a disputa do Final Four na Venezuela, o Flamengo vai até Caxias do Sul enfrentar os donos da casa, às 11h.

Sem Meyinsse, poupado, Marquinhos foi o cestinha com 17 pontos. Marcelinho e Robinson fizeram uma boa partida e cada um anotou 13 pontos.

O Flamengo começou avassalador, abriu 14 x 5 e fechou o primeiro quarto com ótimos 24 x 11. A equipe manteve a boa atuação no segundo quarto, quando manteve a diferença: 42 x 29.

Mas o Pinheiros voltou melhor no segundo tempo e cortou a diferença para apenas um ponto: 57 x 56, quando faltavam pouco menos de dois minutos.

Mas Rafael Mineiro fez bons ataques e ampliou a diferença: 63 x 58.

Humberto, que chegou a se apresentado como jogador do Flamengo, estava impossível. Terminou como cestinha da partida com 25 pontos, 6 rebotes e 6 assistência. Como a equipe Rubro Negra seria outra se ele tivesse ficado - não precisaria ter renovado com o Gegê.

O Pinheiros manteve a ofensiva e chegou a virar a partida no início do quarto final: 65 x 63.

Marquinhos com uma bola de três trouxe o placar favorável ao Flamengo: 66 x 65. E Marcelinho também com uma bola de três abriu frente: 71 x 65.

Só que o Humberto estava impossível. Matou duas bolas de três seguidas e no minuto final cortou a diferença para 77 x 75.

Ramon chegou a perder dois lances livres. Na volta, Humberto não matou de três e Rafael Luz guardou os dois lances livres para garantir a dura vitória: 81 x 75.

6 comentários:

Barreto disse...

A minha leitura do jogo foi outra. tenho impressão que o Pinheiros só reagiu porque o Flamengo cansou. Foram 48 horas de viagem ( ida e volta) Rio/ Barquisimeto e acho bem provável que isto tenha afetatado o preparo físico. Acho que este aspecto físico pode ser um atenuante na hora de destacar as falhas do time. Vejo alguns problemas na rotação e na dinãmica do jogo os quais gostaria de mencionar,aspetos estes que, a meu ver, deveriam ser cuidadosamente analisados pela comissão técnica:

1) É temerário deixar o Marcelo no um contra um com um jogador adversário forte nas infiltrações como aconteceu ontem quando o Marcelo ficou em nítida desvantagem marcando o Humberto e também contra o time venezuelano. Alguma coisa precisa ser feita na marcação para minimizar esta situação.
2)Ronald Ramon não tem consistência para jogar de armador. A sua utilização nesta posição só deveria ser usada por poucos minutos.
3) As dobras de marcação estão sendo feitas quase sempre usando um pivô e os adversários já perceberam isto e estão em muitos momentos tirando partido desta situção. As dobras precisan ser diversificadas para surpreender o adversário
4) O tempó de Rafa lUz no banco está sendo excessivo.
5) A queda no poder de marcação quando Rafa mineiro e Robson estão fora simultâneamente é notória.

André Amaral disse...

Barreto

Acho que a nossa leitura foi a mesma. O Flamengo demonstrou preparo físico e psicológico. Físico no começo do jogo e psicológico quando viu o Pinheiros virar a partida, jogando em casa, e mesmo assim conseguiu se reencontrar e vencer no quarto final.

Iria comentar justamente sobre isso, do Luz ter jogado menos do que o Gegê. Não deu pra entender, mas não vi o jogo. Ramon marca muito mal, apesar de estar criando jogadas que até então não eram características dele.

Humberto neste time seria espetacular. Que pena que não veio e passava como quis no Ramon e no Marcelinho. O time cresceu defensivamente graças ao Mineiro e também ao Robinson.

Outro ponto que nem quero discutir agora: como Olivinha está mal.

Enfim: espero que a diretoria leia seus comentários e ajuste essa marcação na dobra.

Ricardo disse...

André, quem tem que ler esses comentários é o José Neto, né? risos.

O time fez um primeiro tempo muito bom e quando houve pressão no segundo tempo manteve a tranquilidade. Ótima vitória que nos dá paz no campeonato brasileiro. Agora é ganhar do Caxias e ficar cada vez mais próximo do primeiro lugar. Parabéns timaço pela vitória!!!

Abraços e bom fim de semana pessoal.

André Amaral disse...

Que a diretoria passe pro Neto então...rs

Flávio disse...

Amigos, assisti o jogo e não entendi o porquê do Rafa Luz ter ficado tanto tempo no banco. O time com ele tem muito mais energia e precisão nos contra ataques. Gegê estava muito mal na armação e Ronald Ramon não funciona bem nessa posição.
Também acho que o Neto demora muito para pedir os tempos.
Abraços.

Barreto disse...

Entendo porque o André fala que a diretoria deveria ler os comentários. Como dietoria do Fla entenda-se Vido/Póvoa. Conhecem muito de basquete e estão sempre interagindo com o treinador.