quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Boa e má notícia: piscina Mrytha chega à Gávea; revelação da natação pede para deixar o Flamengo e acerta com o Pinheiros






Depois de três semanas de navio no mar, duas semanas no Porto de Vitória e um dia na estrada em duas carretas, chegou na manhã desta quarta-feira na Gávea a estão esperada piscina Myrtha.

A compra da piscina se deu graças ao primeiro convênio celebrado entre o Flamengo e a Confederação Brasileira de Clubes.

Já no final do ano passado, o Rubro Negro participou do terceiro edital com a Confederação e agora vai comprar todos os materiais que faltam para a piscina, sobretudo o sistema de filtragem, em pregão eletrônico a ser realizado no dia de hoje.

Na quinta-feira, o pessoal da empresa italiana Myrthe vai à Gávea para coordenar junto com a vice-presidência de patrimônio do Flamengo o cronograma de montagem.

A inauguração da piscina mais moderna do mundo deverá ser na segunda quinzena de março, com uma grande festa com ídolos do presente e do passado, como tem sido de praxe em outras modalidades.

A notícia ruim é a saída da Jhennifer da Conceição, que pediu para deixar o Flamengo e se transferir para o Pinheiros faltando quatro meses para a seletiva olímpica. Isso depois de um ótimo trabalho realizado pelos treinadores Rubro Negros, que a tornaram a número um no ranking da natação brasileira nos 50 e 100m peito. É, sem dúvida, uma troca arriscada.

Entretanto, para a transferência ser realizada, o Pinheiros precisará pagar a multa rescisória e todas as despesas de formação (ela estava há três anos na Gávea), segundo a Lei Pelé é de 200x o valor gasto pelo clube formador, pois a atleta tem contrato com o Flamengo até o final de 2016.

O Flamengo já passou por essa situação duas vezes, ambas no basquete. Com o Felício resolveu a pendência com o Minas. E nesta temporada chegou até a anunciar o Humberto, mas em virtude da necessidade desse pagamento ao Pinheiros, clube formador, desistiu da negociação e o atleta não pôde atuar na Gávea.

8 comentários:

Matheus P. disse...

Sensacional! Que orgulho ver o Flamengo sendo a vanguarda dos esportes olímpicos brasileiros! Póvoa, se quiser, é o próximo presidente! SRN

Bcb disse...

Sobre a piscina, fantástico trabalho do Flamengo!

Mas me que me chamou a atenção foi a questão da nadadora:sabe-se a razão da troca?

É grana, família, treinador, o que?

Por que em tese, com a compra da piscina, as condições de treino no Flamengo ficam excelentes.Intrigante.

josecarlosf84 disse...

Independente de esporte, o Flamengo é muito maior do que qualquer atleta. Se ela quer sair, ''tchau e bênção'', como diziam os antigos. Só espero que não se arrependa depois.

Agora mudando um pouco o assunto e falando de basquete: João Felipe Amato e Gabriel foram dispensados do basquete do Flamengo, algo a meu ver lamentável.

João Felipe foi cestinha do Flamengo no LDB e Gabriel do Santos mesmo jogando poucos minutos teve médias excelentes (em um único jogo marcou 24 pontos em cerca de 20 min. em quadra). Foram os destaques da campanha pifia no LDB.

Salvo tenha havido algum caso de indisciplina (o que acho pouco provável), esse foi um tiro no pé em toda propalada nova politica das divisões de base, visando se tornar um ''clube formador''.

Vai ser formador como dispensando 2 dos atletas mais promissores da base sem ao menos dar a eles uma única chance entre os profissionais? Falavam muito em problemas de adaptação com o Gabriel, ok, pode até ser. Mas como o rapaz ia se adaptar se não tinha oportunidades,se vivia isolado do grupo? E o João Felipe, qual foi o motivo pra dispensar o melhor atleta da base no LDB?

Alguém acha que um clube vai ser formador dando oportunidades a figuras como Danielzinho, Mingau ou Jorge? Sendo muito otimista, talvez Mingau e Jorge ainda virem jogadores pra Liga Sorocabana, Caxias do Sul, etc, agora e o Danielzinho? esse é um caso a parte.

Chegava a ser hilário ver aquele anão no meio da equipe, jogando 15 segundos e só fazendo merda em quadra (desculpe o palavrão, mas não há outra forma de expressar o que ele faz em quadra). Agora passa a ser revoltante ver ele na equipe, já que ele permanece e 2 jovens promissores que poderiam ajudar e muito o Flamengo são dispensados.

Olhamos pro Pinheiros e vemos jogadores como Lucas Dias, Humberto, Renan, Georginho e outros jogando o fino; vemos o Gui Deodoato Rio Claro, vemos o Minas com Coelho e Siqueira voando baixo; vemos o Brasilia com Ronald e Deryk, o Bauru com Wesley... todos atletas na faixa dos 22 anos ou menos!!!!

E aqui no Flamengo somos obrigados aturar Danielzinho com quase 23 anos (ou seja estourando a idade de juvenil) ''jogando'' 30 segundos e desperdiçando dinheiro do Flamengo (afinal hospedagem, alimentação, treinamento, etc... não saem de graça).

O que tá faltando pra alguém chegar pra ele e pro Mingau também e falar: garotada, vai fazer faculdade, basquete não é pra vocês!!!

Daí quando um profissional se machuca ou temos que ir ao mercado ou jogar com 7 jogadores, já que a base é inútil e ainda dispensa os melhores jogadores.

Admiro e muito o trabalho da dupla Póvoa e Vido, tem horas que fico apreensivo (como no caso da falta de um ''2'' que já foi suprida), critico as vezes, elogio outras tantas vezes, mas dessa vez fiquei muito decepcionado com essa atitude.

Afinal querendo ou não, isso queima todo trabalho da base, pois todo jogador juvenil vai pensar 2 vezes antes de vir pra base do Flamengo, afinal, se um atleta titular de NCAA e outro que é melhor jogador da equipe em um campeonato são dispensados e um pseudo jogador como Danielzinho permanece, é sinal de que a meritocracia no Flamengo inexiste.

Continuo cofiando no trabalho dessa diretoria, mas dessa vez foi uma decisão péssima, salvo que, tenha acontecido algum caso de indisciplina com os atletas.

Joanilson Silva disse...

Jose bom posicionamento, não sei a idade dos 2 q foram dispensados e como vc tbm não sei os motivos, mas q é estranho é.

E ter q aturar Danielzinho é dose para mamute enfurecido, e Mingau jogando com tenis emprestado de alguem com um pé maior e correndo parecendo o pato donalds é complicado mesmo.

Mas tenho certeza q a diretoria vai pelo menos explicar no Blog o q causou a dispensa dos 2.

Tbm fico sem palavras quando vejo tantos bons jogadores sendo lançados em outros clubes e nada no Flamengo, em 6 anos nenhum jogador lançado e nenhuma esperança de sair algum.

Ruy Moura disse...

O Danielzinho é "apadrinhado" pelo Zico. Vejam só: https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwjyw-Sy6ZfKAhXFC5AKHf7MC0sQtwIIHDAA&url=http%3A%2F%2Fglobotv.globo.com%2Fglobocom%2Fgloboesportecom%2Fv%2Fzico-manda-mensagem-para-danielzinho-jogador-de-basquete-do-flamengo%2F3698765%2F&usg=AFQjCNEi6BvAdxCP8XPlar-yzdHiB-7X7g&bvm=bv.110151844,d.Y2I

josecarlosf84 disse...

Joanilson, pra se ter uma idéia: em atividade no Brasil, que eu me lembre, só temos 2 jogadores revelados pelo Flamengo: Olivinha (revelado a 15 anos atrás e indo pro final de carreira) e o Gegê (que na verdade é cria do Tijuca embora tenha vindo pra Gávea muito jovem). Poderia citar o Benite, mas ele saiu da Gávea aos 12 anos e o Felicio, que na verdade já veio ''pronto''.

Ou seja, o trabalho está sendo feito errado e continua errado. Com certeza nós torcedores do basquete aguardamos uma resposta da diretoria, pois cria uma imagem ruim para o clube ver 2 jogadores promissores saírem dessa forma.

Só para reflexão: o clube fez a excelente contratação do Ramon, mas quem sabe o ''2'' não poderia ter sido o Gabriel e final do ano o garoto tivesse sido eleito ''revelação do NBB''?

Miguel Gonzalez disse...

Prezado, a piscina do EC Pinheiros também é da Myrtha. São 3 piscinas no Brasil e não 2.

Gustavo disse...

Parabéns diretoria!!! Fazendo o melhor pelo Mengão!!!

Viva a natação!!! O esporte mais completo que existe!!!

Eu ouço essa frase dos médicos desde criancinha. Será que ela ainda é válida? Algum outro esporte é mais completo?