sábado, 21 de janeiro de 2012

Estadual 2012: Flamengo 4 x 0 Bonsucesso

Atenção, vão ler aqui e ali que era um Flamengo reserva, errado, não era nem time reserva nem misto, era um time C formado em sua grande maioria por jogadores da base. Dos titulares, sete eram formados na base. No banco, só o Alvin não foi revelado na Gávea.

Apesar das limitações do Bonsucesso, que maneiro foi ver o time com toque de bola, leve, rápido, errando poucos passes. Méritos para Lopes Jr, que poderia começar a treinar o time júnior. Armou um esquema no 4-4-2 e substituiu certinho.

Depois da chatice da temporada passada, ver esse primeiro jogo oficial do ano foi um alento. O quarto gol, então, foi sensacional, com a ultrapassagem do Magal, cruzamento de cabeça erguida, a movimentação dentro da área, finalização de gala e a comemoração emocionada do Adryan.

Partidão, mais uma, do Camacho. Aprendeu a chutar depois que saiu da Gávea. Jogou bem ao lado do Botinelli. Na frente, Jael era o rei dos impedimentos, fez seus dois gols, mas não me agrada mesmo. Depois quis inventar demais e não tem habilidade pra isso. Lucas foi razoável.

Outra boa partida do João Felipe na lateral direita, gostei da marcação dos volantes, João Vitor e Maldonado fecharam certinho a entrada da área, sem faltinha boba e a saída de bola foi bem eficiente.

Com o placar favorável, a entrada de Adryan e Thomás foi perfeita para puxar vários contra-ataques.

Mas nem adianta empolgar muito, quarta-feira vamos com um time chato e lento que está sendo armado. Vamos com o time que a imprensa da rádio boliviana avaliou de "lento, muy lento" no amistoso da sexta-feira.

Que venha um empate e depois tentar a sorte aqui no Rio. Mas sem grandes expectativas.

Prefiro ainda curtir a exibição dessa garotada.

6 comentários:

Robson disse...

O time foi muito bemm para o primeiro jogo do ano. Muito bom a participação do Camacho no jogo, apertou a saída de bola do adversário que originou o primeiro gol, e jogou um futebol simples, um-dois, sem prender a bola. E agora temos um reseerva para a lateral esquerda, Magal não bobo, tenta sempre ir ao fundo, apenas foi fominha em um contra-ataque. E foi ótimo assistir ao gol do Adryan, toque de classe pra finalizar o cruzamento. Vai ser o nosso futuro 10.

Leonardo disse...

Excelente a exibição do time hoje.

Lógico que uma partida contra o Bonsucesso não pode servir como referência, mas fica claro que não há porque fazer sacrifícios para manter jogadores que não querem estar no Flamengo.

R10 já mostrou que não tem compromisso com o clube. Falam agora em usar o $$ do acordo com a Cosan. Só pode ser brincadeira (de mau gosto). Essa verba (se vier) tem que ser aplicada no CT!

Tá na hora do R10 vazar. Luxa, idem. Começar 2012 do zero, mostrando ao resto do elenco que o Flamengo está acima disso tudo!

Anônimo disse...

É ta na hora do luxa muda o time começando pelo meio campo q so tem volantes q não tem distribuição de jogo e pelo amor de deus o q weliton ta fazendo pra ser titular #caiforaweliton

José disse...

Pra desopilar o fígado. Camacho evoluiu bastante - o nome do jogo - e que beleza o 1º gol de Adryan nos profissionais. Com todos os senões possíveis, foi bom ver o time jogando pra frente e com um toque de bola objetivo. Parabéns garotada e desejo sucesso a Lopes Júnior.

MBomfim disse...

Perfeito, Leonardo. Tenho a mesma leitura do amigo. Esses medalhões não querem mais nada no futebol...tá na hora de renovar o time. Foi mt mais agradável ver os reservas jogarem!!!

Marcio disse...

A saída dos medalhões, devem começar pelo nosso treinador, que é o pior exemplo de medalhão que há no Flamengo.
Coloquei em outro comentário, que meu favorito é Jorge Sampaoli, revelação e eleito melhor treinador da América ano passado. Ofensivo, salário baixo e deu um nó tático no profexô.
Frauches é bom jogador e chegou até a seleção, mas ontem percebi, que Marlon é tão ou mais seguro que ele.
Galhardo pra mim, perdeu o bonde, João Felipe é jovem, atlético e apóia na hora certa. É o substituto do LM2. Abç.