quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

NBB 2016/2017: Flamengo 63 x 72 Bauru


O Flamengo perdeu a quarta partida no NBB e a segunda seguida. Depois de ser derrotado por Franca também no Tijuca, o Rubro Negro perdeu para o Bauru, agora sem Hettsheimeir, que se transferiu para a Espanha, por 72 x 63.

Novamente sem Marcelinho, e ainda sem Fischer e Humberto, Lelê terminou como o cestinha e o mais eficiente da Gávea, com 14 pontos (63% de aproveitamento) e três rebotes.

Marquinhos, um dos mais regulares da temporada, fez um péssimo jogo, anotando apenas cinco pontos e errando todos os oito tiros de três que tentou, em que pese os seis rebotes e as sete assistências.

À exemplo do jogo contra Franca, novamente o Flamengo sofreu no período final. Com os três desfalques, Mineiro jogando uma temporada bem ruim, Marquinhos em noite péssima, o time sofreu a virada no segundo tempo.

Com três minutos do terceiro período, o Rubro Negro abriu sua maior vantagem: 44 x 35. Entraram Danilo e Pedrinho, o Bauru virou para 47 x 46 e terminou o quarto vencendo por 57 x 55.

O pior ainda estava por fim: no período final, o Flamengo só marcou sua primeira cesta depois da metade do quarto. Foram cinco minutos sem nenhum ponto. O Bauru abriu: 63 x 55.

Faltando pouco mais de um minuto a vantagem caiu para cinco pontos: 65 x 60, mas Jéfferson matou de três e encerrou a reação dos donos da casa. E finalizou em 72 x 63.

Repetindo: o Flamengo vencia por 44 x 35 com três minutos, e levou 37 x 19 nos 17 minutos finais.

E novamente os lances livres foram desastrosos. Depois dos 21/36 contra Franca, desta vez 9/18 contra o Bauru.

4 comentários:

Barreto disse...

Com o elenco disponivel ontem fica dificil. Pode ate melhorar um pouco, mas não há como entregar muito mais do que isso. Se Marcelo nao jogar contra o Vasco o Fla poderá sofre outra derrota. Na era Jose Neto é a primeira vez que o Fla perde dois jogos consecutivos.

Cadu Rollo disse...

É o que venho repetindo tem algum tempo.

Infelizmente temos dois jogadores importantes hoje no elenco que tem sérios problemas físicos, e não sabemos nunca quando podemos contar com eles. Aí nos deixa nessa situação terrível. Temos um elenco que além desses 2, os outros principais jogadores são mais velhos (entre 30-40 anos), e fatalmente aconteceriam mais lesões.

A situação atual é atípica. Normalmente entramos como favoritos nos jogos e em diversos deles, como favoritíssimos. E infelizmente no momento, com os jogadores que temos à disposição, podemos ganhar de qualquer um, dentro ou fora de casa, pois os jogadores que temos têm qualidade, mas também podemos perder pra absolutamente qualquer time, dentro ou fora de casa.

A derrota pra Brasília faz parte dos planos. Mas Franca e Bauru (sem Hettsheimer ainda) em casa, não poderia nunca estar nos planos.

É uma pena. O time em nome foi bem montado, mas o caso físico de Fischer e Humberto está comprometendo a temporada do time.

Mais uma vez: espero que o Fischer volte de verdade, LOGO. Mas precisa voltar MESMO. E não voltar, jogar dois jogos e desfalcar o time novamente.

Se perder o clássico, aí entra numa sequência e numa crise que não vemos em uns 6 anos pelo menos.

Anônimo disse...

Sem a participação de Fischer e Marcelinho fica bem complicado, Pedrinho não acrescenta nada na construção das jogadas, fica fácil para o adversário marcar a equipe do Flamengo que fica previsível, sem falar no péssimo aproveitamento nos lances livres nos últimos jogos, Marquinhos bem marcado tem cometido vários turnovers nas tentativas de infiltração.

Ferdinand Jr

André Amaral disse...

Contra o Vasco acho muito difícil de ganhar se o Marcelinho não voltar. Os caras tem quase 12 adultos. A rotação vai ser sofrida..