domingo, 1 de abril de 2012

Estadual 2012: Flamengo 2 x 1 Bangu

Para desespero de Mauro Cézar Pereira

O Flamengo venceu o Bangu por 2 x 1 e ficou bem perto da semifinal da Taça Rio. Mais do que isso, foi um primeiro tempo surpreendente, porém, um segundo tempo nem tão inédito assim.

Esse foi o time comandando por Joel Santana. Com a volta do Deivid, dois volantes e sem o Botinelli fazendo a função de terceiro volante, o que vimos foi um time incrível, fazendo seu melhor começo de jogo dessa temporada.

Ronaldinho estava inspirado. Jogando na mesmíssima posição que jogou, por exemplo, na quarta-feira. Não dá pra dizer que Joel "encontrou o lugar do Ronaldinho". Não, o que ajudou foi, além do seu interesse pela partida, a entrada do Deivid, que melhorou muito a movimentação e a força ofensiva.

Diferente de quarta-feira, Ronaldinho tocava a bola pro Love e se aproximava para receber, buscava uma tabela, foi bem demais. Só que perdeu um gol inacreditável.

Deivid puxou contra-ataque, deu boas assistências, teve duas grandes chances, mas o goleiro adversário fez grandes defesas. O primeiro tempo deveria ter sido quatro ou cinco gols de frente.

Destaque também para os volantes. Willians acertou mais passes que o costume e Muralha distribuía bem as bolas. O time estava tão inteiro, que mesmo com os 2 x 0 chegou a marcar pressão no final do primeiro tempo.

Já no segundo tempo o time voltou pregado, acomodado mesmo. Começou a fazer faltas bobas, não acertava nem um contra-ataque. Joel precisa acertar a defesa, fechar a marcação no meio de campo e buscar uma saída pro ataque. O Flamengo só foi acordar depois que levou o primeiro gol e por pouco, muito pouco, não levou o gol de empate.

Depois finalmente o time começou a valorizar a bola e criar boas chances. Love fez seu gol, mantém uma média sensacional (11 jogos, 10 gols), além de correr até o final e sempre brigar contra os zagueiros, muitas vezes recebendo chutão, mas sendo um pouco corneta, perde uns gols que não pode perder!

Joel parece ter descoberto o Magal pela esquerda. Mesmo sendo lateral, mantém Júnior César, deixa Magal como um ponta sem obrigações de voltar pra marcar e aproveita de sua velocidade. Hoje passou como uma flecha e fez boas jogadas. Bem melhor que Negueba.

Que o primeiro tempo seja um prelúdio para quarta-feira.

5 comentários:

George A.F. Gessário disse...

A arrancada que o Magal deu na bola q tu citou foi coisa digna de Ronaldo Fenômeno no auge, não sei de onde o mesmo tirou tanto arranque e velocidade, pena o Love não aproveitar.

Paulo Hora disse...

O azar é que, justo agora o time parece ganhar formato, o Léo Moura se vê prejudicado por aquela lesão e não consegue retomar o ritmo do início do ano, em que carregava o time nas costas.

Agora quero ver se parte da torcida e toda a imprensa param de pegar no pé do Willians. Ele, que também voltou recentemente de lesão e jogou mal as 2 primeiras partidas dessa volta, já tinha ido bem no último jogo e agora conseguiu incontáveis desarmes. Quando ele não inventa e acerta os passes simples não existe volante, no Brasil, mais eficiente. A dupla é Willians e Muralha, pois são os que tem maior capacidade de roubar bolas, e o time precisa muito disso para sustentar um esquema mais ofensivo. O Luiz Antônio talvez tenha potencial pra ser titular do time, ainda tenho minhas dúvidas, mas de qualquer jeito ter na reserva jogador bom é desejável.

costabrito disse...

Era para liquidar o jogo no 1º tempo e poupar o R10 e WL no 2º.Corremos um risco absurdo de estar utilizando demais o WL perto de um jogo decisivo na LB.Falta ainda o Botinelli ter mais confiança e deslanchar de vez !!!!

José disse...

Será que o 'pacto' foi jogar só 45 minutos?
- Gonzales está com dificuldades de jogar no 4-4-2;
- 2 meias + 2 atacantes, tem jogo;
- Eu arriscaria deslocar Léo Moura para o meio e improvisar um volante na direita e;
- Magal já merece um chance como titular.
Podemos ganhar do Emelec, jogando igual os dois tempos.

Robson disse...

O time do Flamengo fez um bom jogo, apareceu bem no ataque, o Ronaldinho foi bem, mas convenhamos, o time do Bangu marcou mal demais e deu todo o espaço do mundo. Quando enfrente times que saem para o jogo o flamengo consegue se apresentar bem, possui é extrema dificuldade para jogar contra times completamente retrancados.
Que quarta feira jogue os 90 minutos como o primeiro tempo do jogo contra o Bangu