sábado, 13 de novembro de 2010

Correa e Pet Luxemburgo? Assim não!


Estou muito pessimista para o jogo contra o Atlético-MG. Se as condições em si já não eram favoráveis, com a escalação que Luxemburgo arrumou para esse jogo a situação ficará bem complicada lá na Arena do Jacaré que estará lotada.

Um meio de campo com Maldonado, Willians, Correa e Pet eu tenho muito medo.

Luxemburgo comete um erro semelhante ao Rogério Lourenço.

No jogo contra o CAP ele escalou o jovem Guilherme Negueba, foi elogiado por isso, o jogador correspondeu com velocidade e boa distribuição de jogo, e fez com que a lenditão e a má fase do Deivid ficassem evidente, mas agora, eis que Luxemburgo treina com Pet, e sem poder contar com Renato Abreu, coloca Correa, hein?

Não seria a hora de manter o jovem jogador e colocar Marquinhos de titulares? Marquinhos sempre entra no segundo tempo, o time melhora, consegue ter volume de jogo no ataque, crias boas chances, sinceramente, não consigo entender a lógica em voltar com Pet, haja lentidão no meio de campo com o Correa junto.

Marquinhos e Negueba com Diogo e Diego Maurício, seria uma bela opção. Daria velocidade e rapidez pelas pontas e nos contra-ataques, e ainda poderia fazer uma marcação sob pressão, no pequeno campo do Jacaré, na saída de bola do adversário.


Que São Judas inspire o nosso Mengão a acabar com essa tortura logo.

 

Um comentário:

Mr.Sam Muhell disse...

Eu creio que o Marquinhos e o Pet se "equilibram" nos seguintes quesitos:
Pet: tem uma perna tecnicamente boa, bons passes, tem noção de jogo... Hoje em dia não tem a mesma agilidade, mas é um jogador técnico.
O Marquinhos: É um jogador rápido, pensa rápido, age rapidamente, mas os passes dele e a critividade não são tão maduras quanto às do pet, pode ser que essa diferença cause um equilíbrio, e que o time vingue, vá pra frente... O ataque do Flamengo anda muito morto, sem criatividade, o Pet dá um "Tchan" no time. :D