quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Curtinhas do basquete do Fla


Previsto para chegar nessa sexta-feira, Kyle Lamonte desembarcará direto de Miami apenas na segunda-feira em horário por confirmar. Um de seus filhos teve problema no visto e a viagem teve que ser adiada.


***********


Mais uma vez Vasco e Fluminense frustam o sonho de ter um campeonato estadual forte e decente. Os dois desistiram e não vão disputar a competição.

Até agora temos 6 inscritos: Flamengo, Macaé, Cabo Frio, Tijuca, Riachuelo e Iguaçú, porém esse último pode também não competir caso o mesmo não tenha a sua inscrição confirmada pela Liga Nacional de Basquete para o NBB, ficando assim apenas com cinco times para o torneio.

É uma pena, por isso isso a LNB acertou quando avisou que nenhuma equipe nova ganharia vaga na próxima edição do NBB.

O basquete brasileiro não suporta mais times aventureiros, porque o mais importante para a Liga e para o basquete brasileiro não é simplesmente fazer com que grandes clubes entrem pro basquete, é fazer com que grandes clubes se comprometam com o basquete brasileiro.


************


O Fla ainda busca um pivô para fechar seu elenco. Foram tentados Lucas Tischer e Hátila Santos, mas nenhum dos dois fecharam negócio, por isso a diretoria ainda busca um jogador para ser reserva do Baby, ficando na briga com o Wagner para completar o rodízio.

Segundo o Arnaldo Spziro, diretor de basquete, podemos ter surpresas ainda para reforçar o time.


************


Baby faz nessa quinta-feira, dia 12 de agosto, 30 anos! Parabéns ao nosso pivosão, que ele seja feliz jogando pelo Mengão, e que conquiste todos os títulos possíveis nessa temporada.

4 comentários:

Miguel Gonzalez disse...

Não é bem assim. O Fluminense ia investir e já tinha um time razoável mas o NBB não deixou o tricolor disputar o Brasileiro e o Fluminense acertou ao não investir mais neste esporte.

Miguel Gonzalez disse...

Pra que este Campeonato Estadual?

Miguel Gonzalez disse...

É super errado tirar os times de torcida do Brasileiro de Basquete: Fluminense, Palmeiras, Botafogo/DF poderiam trazer mais patrocinadores, torcidas e jogadores para o Basquete nacional. Realmente não entendi a decisão de tirá-los da competição.

André Amaral disse...

Miguel

O Flu poderia manter o time e disputar a Copa Brasil, a segunda divisão do Brasileiro que a CBB criou e ano que vem disputar o NBB.

Qualé o problema deles disputarem a segundona do basquete? Já gostam de uma segundona mesmo...rsss

Se o Flu tivesse um projeto a longo prazo, manteria a sua equipe, não tem.

Nesse momento o foco deve ser times sérios e que queiram o melhor para o basquete.

A decisão foi perfeita, a LNB fez um teste com essas equipes: se o projeto for profissional e pensando no basquete, vão fazer a equipe para a disputa da segundona, e ano que vem vão para a elite.

Isso mais do que nunca está valorizando o NBB.

O basquete não aceita mais uma equipe, porque o patrocinador acordou de bom humor e resolveu investir no basquete, mas daqui um ano pode de uma hora pra outra desistir e não querer mais patrocinador o time.