quarta-feira, 23 de junho de 2010

Decisão do julgamento

E hoje tivemos o julgamento da confusão no final da terceira partida em Brasília x Flamengo no Ginásio Nilson Nélson.

O advogado do Flamengo é o Carlos Portinho. Foram exibidos três vídeos, o primeiro foi do circuito interno do Nilson Nélson, o segundo foi filmado por um celeular de um torcedor na arquibancada e o terceiro foi uma reportagem de um programa de televisão, todos os vídeos sem áudio.

A todo momento Portinho pedia ao procurado para esclarecer no vídeo o que cada jogador fez quadra. O procurado apontou um por um os fatos que originaram as denuncias aos jogadores do Flamengo.

O quarto vídeo é referente as imagens do Sportv.

O supervisor André Guimaraes esteve presente no julgamento como testemunha, e afirmou que foi agredido pela polícia, e que a mesma chegou atrasada na confusão. E não viu nenhuma agressão por parte dos jogadores do Flamengo.

O arbitro Carlos Pelissari também esteve no julgamento, e afirmou que NÃO viu o jogador Hélio agredindo ninguém.

O assessor de imprensa da LNB Guilherme Buso afirmou que viu a agressão do Hélio logo depois de começar o tumulto.

A pena mais rigorosa foi do Dedé, ex-jogador do Flamengo e agora auxiliar do Limeira, com cinco jogos de suspensão.

O armador Hélio levou quatro jogos. O ala-pivô, ainda indefinido se fica ou não no Flamengo, Jéfferson levou três jogos de gancho.

O pivô Wagner, o ala Duda, e o pivô Boccardo, levaram um jogo de pena.

O Brasília levou uma multa de R$ 30 mil reais. O time atual campeão do NBB escapou de uma punição mais pesada pois foi absolvido do artigo 211: Deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infra-estrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização.

PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), e interdição do local, quando for o caso, até a satisfação das exigências que constem da decisão. (NR).

Os advogados de Brasília e Flamengo já entraram com recurso para recorrer das decisões impostas.

O co
mentário disso tudo?

Torcida do Flamengo já sabe né?

Jogo na Arena da Barra, invade a quadra, agride os jogadores do time adversário, eles vão revidar e serão punidos por isso.

O Flamengo perde o mando de quadra, e passa a jogar no Maracanãzinho, o time adversário sofre prejuízo de jogar sem meio time e se dá mal no campeonato. Que fórmula sensacional.

Parabéns ao SJTD, que puniu as vítimas e esqueceu de punir o maior culpado de todo: Sr Jorge Bastos, diretor do Brasília, ele mesmo que incentivou a torcida a invadir a quadra e provocar os Rubros Negros.

2 comentários:

Miguel Gonzalez disse...

Ridículo mesmo. O Dedé agrediu sim, teve várias testemunhas.

Não concordo com seu incentivo à violência nas partidas do Rio de Janeiro.

André Amaral disse...

É claro que é uma piada sobre a decisão do STJD, nem precisaria explicar, mas, para não deixar dúvidas, aí está.

Abraços.