segunda-feira, 3 de maio de 2010

Belíssima estréia de Cielo!

E hoje o trio César Cielo, Nicholas Santos e Henrique Barbosa estreou com a toca do Mengão e mandaram bem nas eliminatórias do dia.

Mesmo com um desconforto nas costas, Cesão cravou o melhor tempo das eliminatórias dos 50m livre no Troféu Maria Lenk, 22s38, bem acima do seu recorde mundial na prova (20s91). Nas semifinais amanhã dos 50m livre, a briga promete ser emocionante com seis atletas do Pinheiros e quatro do Flamengo.

O segundo melhor tempo das eliminatórias dos 50m livre do atleta do Pinheiros Bruno Fratus (22s70), e o terceiro ficou com Rubro Negro Nicholas Santos (22s84).

O outro Rubro Negro, Henrique Barbosa, nadou nos 200 peito e também fez o melhor tempo com 2:12:31. Seu rival Thiago Pereira, em sua última competição pelo Minas Tênis Clube - já acertou sua transferência para o Corinthians - garantiu nesta a classificação para a final dos 200 metros peito com o quarto melhor tempo.

No revezamento do Flamengo que não nadou ano passado, teve que encarar as eliminatórias.

No feminino, 1:49:45 não tem chances de medalha amanhã, mas no masculino as chances são boas, pois o time fechou a série com 1:29:91 com os seguintes parciais: Nicholas Santos 22:86, César Cielo 21:12, Ramom Melo 22:80, Thiago Sickert 23:13. A equipe do Pinheiros é a grande rival, e terá que nadar muito para vencer o Mengão.

Os novos campeões nacionais sairão nessa terça-feira as 10h com transmissão do Sportv 2.

Segue as finais:

- 1500 metros nado livre masculino
- 200m peito feminino e masculino
- 200 metros nado de costas feminino e masculino
- 800 metros nado livre feminino
- Revezamentos 4x50 metros nado livre feminino e masculino.

Ainda nesta terça-feira, a partir das 18 horas, ocorre mais uma etapa de eliminatórias com as seguintes provas: 100m borboleta masc, 200m livre fem, 200m livre masc, 400m medley fem, 400m medley masc, 100m peito fem e 100m peito masc.


Confira o vídeo da prova de César Cielo aqui.

2 comentários:

Miguel Gonzalez disse...

Por que belíssima? Foi dois segundos acima do tempo dele. A estréia foi ruim.

André Amaral disse...

Claro que foi acima do recorde mundial.

Os novos trajes ajudam muito, sem falar do desconforto nas costas.

Vamos aguardar!